Balão Gástrico – O que é, como funciona e preço.

O balão gástrico é um procedimento que reduz pela metade a capacidade do estômago, provocando a saciedade e fazendo com que assim, a pessoa não sinta mais vontade de comer. O objetivo é inserir um balão no estômago de forma que a sua capacidade diminua (em aproximadamente 50%). Com o espaço do estômago menor, a passagem do alimento se torna mais difícil e a digestão fica mais lenta.

A colocação do balão não uma cirurgia. O balão é inserido via endoscopia e permanece lá por cerca de 6 meses. Durante este período, ocorrerá a perda natural de peso. Após a sua retirada, é preciso que a pessoa mude seus hábitos alimentares ou retornará ao peso original. Quase metade dos pacientes que optam por este método retornam ao seu peso após a retirada do balão.

Veja quanto custa o balão intragástrico e como é feita essa cirurgia.

O que é o balão gástrico

O balão intragástrico é um dispositivo de silicone que é colocado no estômago através de uma endoscopia. Este procedimento em geral é realizado via hospital, mas pode ser feito até mesmo de forma ambulatorial.

o que é balão gástrico
Veja mais sobre o que é o balão gástrico e tire todas as suas dúvidas

O balão possui de 400 a 700 ml. Este tamanho vai depender da necessidade do paciente. Caso o paciente não se adapte, a sua remoção é bem tranquila.

O paciente pode ficar no máximo 6 meses com o balão. A perda de peso é de aproximadamente 20% do seu peso atual.

A colocação do balão via endoscopia pode ser feita por sedação ou anestesia.

Como funciona

Através de endoscopia o médico vai inserir uma esfera de silicone (até então murcha) no estômago do paciente. Depois de inserido, o balão é inflado com a ajuda de um cateter, ocupando praticamente metade do volume do estômago.

Com o estômago inchado pelo balão, a pessoa se sente saciada. Isso acontece porque a grelina (conhecido com o hormônio da fome) é produzido em menor quantidade.

E se o balão estourar? O balão intragástrico pode sofrer o rompimento, sendo necessária a sua recolocação. Muitas pessoas tem a dúvida sobre como saber se o balão se rompeu. Dentro do balão existe uma mistura de soro com azul de metileno, fazendo com que a urina saia azul, caso o balão estoure. Se isso acontecer, procure o seu médico.

Da mesma forma como aconteceu na colocação do balão, a sua retirada é feita via endoscopia.

Você também pode gostar destes conteúdos:

 

Indicações

O balão gástrico deve ser usado com restrição, não devendo ser utilizado por qualquer pessoa que apenas queira perder peso. O paciente precisa já ter recorrido a outras alternativas de emagrecimento, visto que, apesar de não ser uma cirurgia, mexe na estrutura interna do organismo. Veja para quem é indicado o uso do balão gástrico.

  • Pacientes com IMC acima de 27;
  • Mães que não conseguem emagrecer, logo após a gestação;
  • Quem não consegue emagrecer pelos métodos tradicionais (como dieta, exercício físico ou reeducação alimentar);
  • Pacientes obesos que sofrem de diabetes ou hipertensão;
  • Adolescentes em situação de obesidade;
  • Preparação para datas especiais, como formatura ou casamento. Isto é indicado pelo fato do balão poder ser removido facilmente a qualquer momento.

Contraindicações

Algumas pessoas não poderão, em hipótese alguma, utilizar-se do balão gástrico. Consulte o seu médico para saber se você está apto a fazer uso deste método, mas saiba desde já que o balão é contraindicado para:

  • Pessoas que realizaram cirurgia gástrica, como bariátrica;
  • Dependentes químicos;
  • Pessoas com úlceras ou gastrites em nível considerado grave;
  • Pessoas com hérnia de hiato acima de 5 cm;
  • Pacientes grávidas ou que estão amamentando.
Contraindicações balão gástrico
Agora que já sabe quais são as contraindicações do balão gástrico, vamos terminar de sanar as suas curiosidades

Efeitos colaterais

Nos 3 primeiros dias após a colocação do balão é muito comum sentir enjôo, náusea, dor abdominal e até mesmo vômito. Mas não se preocupe, isso não indica qualquer problema.

É completamente normal o seu organismo sentir a presença de um corpo estranho e reagir de alguma forma. Estes sintomas diminuem após o 5º dia, que é quando seu corpo já está de certa forma adaptado ao balão.

Os efeitos colaterais poderão ser minimizados com medicação prescrita pelo médico. E lembre-se de manter a dieta passada por sua nutricionista, pois isso irá auxiliar na adaptação de seu organismo ao balão.

Tempo de Procedimento

O procedimento é muito simples, podendo ser realizado até mesmo a nível ambulatorial. O tempo do procedimento de colocação do balão gástrico é praticamente o mesmo de uma endoscopia, já que na realidade é isto que é feito. O tempo total para colocar o balão e inflá-lo é de cerca de 30 minutos.

Preço do Procedimento

O preço da colocação do balão intragástrico varia de acordo com o médico e com o hospital. É sempre importante avaliar o custo-benefício, de forma que escolha a melhor opção para você. Dependendo se o hospital for mais ou menos conceituado, o preço poderá variar bastante.

Antes mesmo de realizar o procedimento, o médico vai solicitar uma endoscopia, para saber a situação real de seu estômago e se ele está apto a receber o balão. Apenas a endoscopia custa em torno de 300 reais. Geralmente se localiza na endoscopia a presença da H. pylori, uma bactéria que infecta a mucosa do estômago. Neste caso é preciso ainda fazer o tratamento dela com antibióticos.

Ainda há os custos da consulta médica, que gira em torno de 250 reais.

Para realizar este procedimento, você vai precisar comprar o balão, que custa R$ 3.500,00. A cirurgia em si, com valores de médico, assistentes e anestesista custa R$ 5.000,00.

É preciso também fazer o acompanhamento nutricional e psicológico, que pode custar mais 500 reais.

Somando todos estes valores, o custo do balão intragástrico fica em aproximadamente 10 mil reais.

É claro que se você tiver plano de saúde alguns procedimentos e as consultas podem não ter custo. Dependendo do caso, seu plano pode até cobrir todo o procedimento, mas para isso é necessário fazer uma consulta individual ao seu plano.

Alimentos que devo evitar depois do procedimento

A dieta pós-cirurgia é realizada em 3 etapas:

  • Etapa 1 – dieta líquida: esta etapa dura 7 dias. A ideia de ingerir apenas líquidos visa facilitar a adaptação do estômago ao balão. O consumo dos líquidos é feito em quantidades de 30 ml a cada 15 minutos, tomados em pequenos goles. Se indica líquidos como isotônicos, água de coco, suco de frutas e suco de gelatina diet. Alimentos a serem evitados nesta etapa: gaseificados, chá preto, café e líquidos com açúcar (usar apenas adoçante).
  • Etapa 2 – dieta pastosa: dura de 3 a 7 dias. Agora seu estômago está mais acostumado ao balão e pode receber alimentos um pouco mais consistentes. Nesta etapa, as refeições são feitas a cada 2 horas, sendo que cada uma delas deve durar 30 minutos (mastigando muito e comendo de forma bem lenta). Agora você irá consumir purês, carne moída, mingau, pudim, vitamina de fruta, iogurte light e leite desnatado. Alimentos a serem evitados: empanados, salsicha, linguiça, presunto, pedaços de fruta e frutas com bagaço.
  • Etapa 3 – dieta hipocalórica: é realizada da 2ª para a 3ª semana. Você poderá fazer uso da maioria dos alimentos, porém, com baixas calorias. Escolha sempre alimentos dietéticos. Aqui você poderá fazer o consumo de geléia sem açúcar, porção de fruta, vegetais, legumes, carne vermelha em pequena quantidade (até 100 gramas), arroz, milho, queijo branco light, entre outros. Alimentos a serem evitados: doces, frituras e gorduras.

 

Caso este artigo sobre balão gástrico tenha lhe ajudado, deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!