Cirurgia de apendicite: o que é, indicações, pós operatório e cuidados





Cirurgia de apendicite é uma intervenção necessária a ser feita quando há uma inflamação do apêndice, que está localizado na região do intestino grosso.

Quando o apêndice fica inflamado e inchado, as bactérias podem se multiplicar de forma rápida dentro deste órgão e levar à formação de pus. O acumulo de bactérias e pus pode causar dor em torno da barriga, que se espalha para a parte inferior direita do abdômen. Andar ou tossir pode piorar a dor. Você também pode ter náuseas, vômitos e diarreia.

Resumidamente o apêndice é uma bolsa pequena e seu formato é cilíndrico e está anexada ao intestino grosso ao lado inferior direito do abdômen. Neste artigo você saberá mais sobre a cirurgia de apendicite.

O que é cirurgia de apendicite

Cirurgia de apendicite deve ocorrer para que o paciente não corra risco de vida. É importante procurar tratamento imediatamente se estiver tendo sintomas de apendicite.

Cirurgia de apendicite indicações
Cirurgia de apendicite, tudo sobre o procedimento

Quando a apendicite não é tratada, pode correr o risco do apêndice perfurar e liberar bactérias e outras substâncias prejudiciais na cavidade abdominal, que podem comprometer a saúde e até a vida de um indivíduo.

A cirurgia de apendicite é importante para remover o apêndice imediatamente, antes que o mesmo possa se romper. A maioria das pessoas se recupera rapidamente desta cirurgia e sem complicações.

Para a intervenção cirúrgica do apêndice, existe a cirurgia tradicional e a cirurgia de apendicite por laparoscopia, mais conhecida como cirurgia de apendicite a laser. Na cirurgia de apendicite por laparoscopia, o apêndice é retirado por meio de 3 pequenos cortes de 1 cm.

Com a cirurgia de apendicite por laparoscopia, a recuperação do paciente é bem mais rápida e a cicatriz bem pequena, além de acarretar menos dor pós-operatória.

Já na cirurgia de apendicite tradicional, é realizado um corte de aproximadamente 5 cm no abdômen, lado direito, e com esse procedimento o paciente tem uma recuperação mais lenta e a cicatriz é mais visível. Esse procedimento é mais utilizado quando o apêndice se encontra dilatado ou rompido.

Como funciona a cirurgia de apendicite

Para tratar a apendicite é somente com procedimento cirúrgico. Como dito anteriormente, a cirurgia para retirada do apêndice é por corte normal, um corte maior, ou por laser/ vídeo laparoscopia.

A cirurgia de apendicite é um procedimento onde cada vez mais é utilizado a intervenção a laser, que é menos invasiva, são feitos apenas 3 furos na região abdominal e são utilizado instrumentos e uma câmera pequena que envia as imagens para um monitor de vídeo.

A intervenção a laser é a melhor opção, quando o paciente tem essa alternativa, pois é menos invasiva que a cirurgia normal, no qual o paciente sofre um corte maior na região abdominal e sua recuperação é mais lenta.

A cirurgia de apendicite por laparoscopia só ocorre quando é possível executar a mesma com toda a segurança, às vezes não é possível, pois não oferece recursos para executar uma operação a laser de forma segura.

A escolha do melhor procedimento para a cirurgia é feita pelo médico, visando a segurança do paciente, se uma cirurgia de laparoscopia foi marcada, mas na mesa de cirurgia o médico entender que não é segura, o mesmo pode trocar a forma de cirurgia para uma aberta, no caso a cirurgia normal.

A cirurgia ocorre da seguinte forma, quem precisa realizar essa cirurgia, normalmente aparece no hospital em caráter de urgência, o paciente da entrada no hospital e assina um termo onde consente o médico a realizar a cirurgia.

Os enfermeiros irão fazer um acesso venoso para aplicação de remédios antes, durante e depois do procedimento cirúrgico. Logo após a cirurgia, o paciente é levado para a sala de recuperação e lá terá acompanhamento da pressão, pulso e respiração, após a constatação de que tudo esteja certo, o paciente recebe alta.

Você também pode gostar destas matérias:

Riscos da cirurgia de apendicite

Em todo procedimento cirúrgico existe risco, pois por menos invasivo que seja, ainda é perigosa em alguns sentidos, pois há também o risco que a anestesia pode trazer.

A cirurgia de apendicite é perigosa, principalmente em casos de urgência, onde o procedimento é realizado em condições sem acompanhamento anterior. Há, na cirurgia de apendicite, riscos de ocorrer complicações maiores, como em casos onde a cirurgia tem que ser feita às pressas, pois o apêndice estourou e infectou a região abdominal.

Há alguns tipos de complicações mais comuns que podem ocorrer, veja abaixo:

  • Hemorragia,
  • Infecção no abdômen,
  • Lesões de órgãos próximo, como a bexiga, o intestino ou até de vasos sanguíneos.

Pré cirurgia de apendicite

A maior parte das pessoas não faz essa cirurgia antecipadamente, a cirurgia de apendicite normalmente ocorre quando o paciente está sentindo dores e já está com risco do apêndice estourar.

Então, o paciente da entrada no hospital e alguns exames são realizados na hora para saber do risco cirúrgico e não pode demorar, pois se estourar pode trazer maiores complicações para o paciente.

Pós cirurgia de apendicite – recuperação

Uma das questões mais comuns é: Após a cirurgia de apendicite, quantos dias de repouso? O paciente está liberado dentro de 1 a 2 dias após sua recuperação e estabilização da pressão e respiração. A quantidade de dias depende de pessoa para pessoa, da idade, peso e vitalidade após os dias de repouso no hospital.

Laparoscopia cirurgia de apendicite
Laparoscopia: procedimento da cirurgia de apendicite

Por laparoscopia, a recuperação é mais rápida, menos dolorosa e a cicatriz é menor, pois é uma cirurgia menos invasiva, os furos feitos no abdômen do paciente são menores e mais fáceis de cicatrizarem.

O pós cirurgia de apendicite e a recuperação não é traumático, mas deve ter atenção à recuperação, pois uma má recuperação e não fazer repouso pode complicar o quadro do paciente.

É normal sentir dores e ter sintomas de barriga inchada após cirurgia de apendicite, mas se isso continuar a acontecer depois de 1 mês e o paciente não ver melhoras, é recomendado marcar uma consulta com o médico que realizou a operação para que ele peça exames e avalie o que possa estar acontecendo com a sua saúde.

Assim que o paciente recebe alta, ele tem um protocolo a seguir, tomar alguns medicamentos corretamente e repouso. Além disso, é necessário ter uma dieta equilibrada e saudável, rica em fibras.

O paciente não pode carregar peso nem praticar exercícios físicos intensos. Pode praticar pequenas caminhadas para que mantenha a circulação funcionando de forma correta. Não é aconselhável dirigir pelo menos na primeira semana após a cirurgia.

A prática de relação sexual deve ser discutida com o cirurgião para que nada comprometa a sua recuperação, mas geralmente isso é liberado logo após sua saída do hospital.

Após a cirurgia de apendicite é necessário, além dos cuidados em casa, marcar uma consulta de retorno dentro de 2 semanas após o procedimento, para um acompanhamento de perto com um especialista. E o tempo para retornar ao trabalho é aproximadamente de 1 mês.

Caso este artigo sobre cirurgia de apendicite tenha lhe ajudado, deixe um comentário e curta O universo da saúde no facebook!