Farinha de amora – Conheça os 6 principais benefícios e como usar

Poucas pessoas conhecem o poder da farinha de amora, fonte rica de antioxidantes, vitaminas e minerais, como ferro, potássio, zinco, vitamina C e K, além de fibras solúveis, como a pectina que ajuda na perda de peso.

A farinha de amora é bastante nutritiva, até mais que a própria fruta, visto que é necessária muitas amoras para a produção da farinha. Com alta concentração de cálcio e ferro, o consumo de farinha de amora contribui para a saúde óssea e combate a anemia.

Neste conteúdo vamos listar os maiores benefícios da farinha de amora e porque ela também atua contra o envelhecimento precoce. Acompanhe!

1. Favorece a perda de peso

A farinha de amora tem sido utilizada como tratamento natural para o emagrecimento. O aliado para quem deseja perder alguns quilos é a pectina, uma fibra solúvel que influencia na saciedade.

farinha de amora perda de peso
Aliar a farinha de amora a pratica de exercícios físicos pode ser uma ótima opção para perder peso

A pectina aumenta de tamanho ao entrar em contato com a água em nosso organismo e sacia mais rápido, mesmo que o consumo seja em menor volume e com poucas calorias.

Para que esse processo seja possível, entretanto, é importante beber até 2 litros de água por dia. Deste modo, a pectina poderá executar o seu trabalho e ajudar na perda de peso.

2. Combate o envelhecimento precoce

A presença de flavonoides, principalmente a antocianina, garante a ação antioxidante da farinha de amora, impedindo a formação de radicais livres, os responsáveis por danos à saúde.

Além de retardar o envelhecimento das células e evitar doenças como o Alzheimer e o Mal de Parkinson, os flavonoides ajudam a melhorar a circulação sanguínea, a reduzir celulites, proteger o coração e a facilitar o emagrecimento, pois a farinha de amora impede a retenção de líquidos.

Você também pode gostar destes conteúdos:

3. Evita a constipação

Sempre que consumimos alimentos que contenham pectinas, precisamos ingerir água para ajudar na formação de um gel que servirá para limpar o sistema digestório e impedir danos às paredes intestinais.

Com a pectina, ocorre uma passagem mais rápida do bolo alimentar pelo canal do intestino, facilitando a evacuação e prevenindo contra doenças intestinais.

4. Controla a compulsão por doces

A necessidade de comer doces pode ser controlada ao substituir aquele bolo do café da manhã pela farinha de amora, pois ela preserva o açúcar da fruta.

Adicionada ao iogurte desnatado, a farinha de amora ajuda a saciar a fome e é menos calórica que outras sobremesas, possuindo menos de 100 calorias.

5. Controla as taxas de açúcar no sangue

Para evitar os chamados picos glicêmicos, é preciso que a glicose seja absorvida mais lentamente, fator que impede a intensa produção de insulina, hormônio que deposita o açúcar no interior das células.

Quanto mais hormônio insulina liberada no corpo, mais os órgãos e tecidos deixam de responder corretamente a ele, gerando maior necessidade do hormônio. Isso leva ao quadro de resistência a insulina, podendo causar a diabetes ou, para quem já a possui, evoluir para a diabetes tipo 2.

A farinha de amora controla as taxas de açúcar, desde que consumida com moderação, e torna a absorção da glicose mais lenta, impedindo a produção massiva de insulina.

6. Equilibra as taxas de colesterol

Diariamente, consumimos muita gordura animal, o que nos tornam propensos a sofrer problemas de saúde devido as altas taxas de colesterol ruim (LDL).

farinha de amora colesterol
A farinha de amora pode ajudar a combater o colesterol elevado, portanto é considerada uma excelente substância medicinal

A ingestão exagerada de fast-food, frituras, gorduras saturadas, aquele queijo do café da manhã – são tentações e motivos de lutas diárias para evitá-las.

Mesmo uma pessoa magra e que pratica exercícios físicos, a alimentação precisa ser rica em fibras, pois as doenças cardíacas também são consequências do consumo dessas gorduras, que formam placas nas artérias e impedem a passagem de sangue.

A farinha de amora, associada a uma alimentação rica em legumes, verduras e frutas ajuda a aumentar o colesterol bom (HDL), favorece a boa forma e também evita problemas cognitivos.

Consumo recomendado da farinha de amora

Antes de comprar ou fazer a farinha de amora, consulte um médico para saber exatamente a quantidade certa para consumo, principalmente em casos de diabetes, já que a amora contém açúcar e a ingestão precisa ser feita com parcimônia.

Porém, em geral, 25 a 50 gramas por dia (cerca de 1 a 2 colheres de sopa) costumam ser os mais indicados pelos médicos.

Para termos ideia de como a farinha de amora é rica em vitaminas e minerais, basta vermos o quanto ela fornece, em 100 gramas:

  • 194 mg de potássio;
  • 39 mg de cálcio;
  • 38 mg de fósforo;
  • 4 mg de vitamina C;
  • 18 mg de magnésio;
  • 85 mg de ferro;
  • 1 grama de proteínas.

Além desses, há também a vitamina A e K, 9.8 gramas de carboidratos e apenas 43 calorias.

Como usar?

A farinha de amora pode ser adicionada a vitaminas, iogurtes, sucos, chás ou polvilhada sobre a comida. O recomendado é ingerir meia hora antes de cada refeição e beber água para que o produto faça os efeitos esperados.

Consumo em excesso – há riscos?

Ainda que seja um amigo da perda de peso, a farinha de amora é calórica e, portanto, não deve ser ingerida em grandes quantidades, sob o risco de engordar.

O excesso desse tipo de farinha também provoca outro efeito contrário: a prisão de ventre. Quanto mais se consome as fibras presentes na farinha de amora, mais riscos delas causarem a constipação.

E como já mencionado, o excesso da farinha de amora também pode afetar pessoas com diabetes, dificultando o tratamento.

Aprenda a fazer a farinha de amora

Para ter certeza de que está aproveitando todos os benefícios da farinha de amora, o ideal é fazê-la em casa e obter um produto natural e econômico.

Para preparar a farinha, asse 1 kg de amoras, muito bem distribuídas em um tabuleiro, e em fogo baixo. Esse processo é para deixá-las secas e esfarelando. Depois triture as frutas já bem secas e transfira a farinha de amora para um pote. Mantenha bem fechada.

Para tornar a farinha mais fina, basta peneirá-la, mas vale ressaltar que esse processo poderá ocasionar em perda de nutrientes.

Gostou deste artigo sobre farinha de amora? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here