Home / Beleza / Secagem de vasinhos – Tipos de tratamentos e os mais indicados

Secagem de vasinhos – Tipos de tratamentos e os mais indicados

No nosso corpo existem três tipos de veias, as superficiais que ficam sob a pele na camada de gordura e são visíveis, as profundas que ficam no meio da musculatura, impedindo a dilatação e protegendo essas veias, não são visíveis e as comunicantes que ligam as superficiais às profundas.

As varizes são defeitos nas válvulas e nas paredes das veias. As válvulas orientam o caminho que o sangue deve percorrer nas veias, sempre da veia superficial para a profunda, impedindo que o sangue volte por elas (refluxo) quando a pessoa está sentada ou em pé, fazendo o caminho errado.

Quando as válvulas estão defeituosas, por assim dizer, significa que as válvulas perderam sua capacidade de evitar o refluxo de sangue nas veias, deixando as paredes dos vasos mais frágeis e dilatadas, fazendo surgir as varizes.

Como diferenciar vasinhos de varizes

Os vasinhos e varizes são doenças venosas que vão ser classificadas levando em conta a condição estética funcional de cada uma.

o que são secagem de vasinhos
Os vasinhos são pequenas veias danificadas que podem aparecer em nossa pele e nos causar muitos problemas, tanto físicos como psicológicos

Foi criada pelos especialistas da área, a classificação CEAP que leva em conta a clínica ou que é visível da veia; a etiologia que diz se o problema é herdado ou não; a anatomia, quais veias estão envolvidas e a fisiopatologia que vai mostrar a direção que o sangue flui, se há refluxo ou se o fluxo está bloqueado.

De acordo com essa classificação, as varizes se dividem em 7 grupos e é a parte C mais usada na classificação, o aspecto visual da veia. Outra forma também utilizada para classificar os tipos de varizes é o estético funcional que trabalha além do aspecto visual, os problemas que as varizes causam no dia a dia das pessoas.

Na classificação estético funcional, o que chamamos de vasinhos são as telangiectasias ou conhecida por aranhas vasculares que são pequenos vasos sanguíneos dilatados na pele com menos de 3 mm de espessura, que pode aparecer em qualquer parte do corpo e estão associadas a várias doenças. Podem ocorrem no cérebro causando um AVC.

As causas para o surgimento das telangiectasias são várias: natureza genética, uso de álcool, envelhecimento (diminuição da quantidade de fibras elásticas e colágeno), gravidez e exposição ao sol.

Esses vasos são azuis avermelhados assintomáticos (sem dor) e podem sangrar se feridos. Eles são mais um problema estético e não causam um risco a saúde imediato como no caso de outros tipos de varizes.

O diagnóstico das varizes é feito por meio de exame físico através da observação da lesão, exames de sangue, tomografia computadorizada, análise de funções hepáticas, ressonância magnética e radiografia.

As telangiectasias fazem parte do tipo 1 de varizes que são aquelas que produzem um efeito anti – estético, principalmente nas mulheres. Nesse tipo temos ainda as microvarizes, que são veias reticulares maiores e azuladas sob a pele. Tem dimensões de 2 a 5 mm estão ligadas aos vasinhos, podendo ser continuação desses e tem como tratamento a escleroterapia.

O tipo 2 da classificação estético funcional, são veias de médio e grande calibre que causam risco ao paciente sendo um problema tanto de saúde quanto estético.

O tipo 3 são varizes de grandes dimensões que geram uma insuficiência venosa funcional assintomática, havendo maiores riscos a saúde, porém, sem complicações.

O tipo 4 é o mais grave. Nesse grupo estão as varizes que geram insuficiência venosa funcional sintomática, onde há complicações como tromboflebite (vermelhidão da área afetada), úlceras de perna (feridas na perna), hiperpigmentações (manhas escuras), eczema venoso ou varicoso (irritação na área ao redor das varizes com forte coceira e escamação), hemorragias, fibrose (cicatrizes), dermatite ocre (pigmentação amarronzada devido a má circulação do sangue na região afetada pelas varizes), infecções, fortes dores e a temível embolia pulmonar. São casos de longo tempo sem tratamento.

O grau de evolução das varizes vai depender do histórico do paciente. O mais correto é buscar avaliação de um cirurgião vascular de confiança, para saber qual tipo de tratamento indicado.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Tipos de tratamento e qual o melhor e mais indicado para os vasinhos

Há vários tipos de tratamento para as varizes, a escolha vai depender da avaliação do cirurgião vascular, do tipo de varizes que o paciente desenvolveu e o estágio de comprometimento funcional provocado por elas.

Para tratar os vasinhos e microvarizes, que são mais um problema estético e não tiveram complicações, os tratamentos mais indicados são a escleroterapia, crioescleroterapia, laser para vasos, microcirurgia e TCV – manutenção.

A escleroterapia é o tratamento mais indicado para eliminar os vasinhos. O procedimento consiste na aplicação de uma substância (na maioria das vezes é usado glicose por não causar alergia) esclerosante através de finas agulhas dentro do vasinho, alterando suas células fazendo com que desapareçam.

Esse tratamento não é indicado para vasos maiores, pois pode causar manchas e sérias complicações. Dura cerca de 20 minutos e é realizado em várias sessões, não é necessário repouso e o retorno as atividades profissionais e domésticas é imediato, só as atividades esportivas devem ser retomadas em 1 dia. Não deve haver exposição ao sol e o custo é baixo.

A crioescleroterapia é um aperfeiçoamento da escleroterapia. Ela utiliza os mesmos produtos que a escleroterapia, o diferencial é o resfriamento desse produto que é injetado nos vasos a 40 graus abaixo de zero, que destrói a parede interna do vaso, eliminando – o totalmente. A vantagem do processo é a diminuição do número de sessões e da sensação de dor e das equimoses (manchas roxas) devido ao frio.

O tempo do procedimento é de cerca de 20 minutos com retorno imediato às atividades profissionais e domésticas. As atividades físicas são liberadas sob autorização médica e o custo é mais alto por sessão, porém, com um número menor de sessões, o custo final é menor. A exposição ao sol é liberada.

O laser para vasos utiliza luz específica que vai ser absorvida pelas células vermelhas do sangue aumentando a temperatura delas e eliminando os vasos pelo calor, sem atingir outros tecidos ao redor. O laser funciona melhor em vasos do rosto por ser mais superficiais.

tratamentos para secagem de vasinhos
O tratamento a laser para a secagem de vasinhos pode ser o mjais indicado, já que é menos invasivo e ainda pode remover os vasinhos totalmente

O custo é alto, o procedimento dura de 10 a 20 minutos com retorno às atividades diárias imediatamente. Há restrição na exposição ao sol por 30 dias antes e 15 dias depois do procedimento.

A microcirurgia realiza a retirada da pequena veia com anestesia local, o que vai impedir que aconteça o refluxo do sangue. Depois os vasinhos são tratados com crioescleroterapia tornando o procedimento seguro. As incisões são muito pequenas e não precisam de sutura e o paciente pode voltar para casa fazendo repouso por 2 dias. A volta às atividades podem acontecer após esse período e às atividades esportivas depois de 7 dias. Há restrição à exposição ao sol por 30 a 45 dias.

Por que tratar os vasinhos

As varizes são problemas crônicos e hereditários e não há como mudar isso. Assim que surgem devem ser tratadas e cuidadas por toda vida.

Seja qual for o tratamento escolhido, é preciso manutenção dele. O acompanhamento deve ser feito pelo médico vascular de forma a prevenir o surgimento de novos vasinhos e é importante lembrar que os vasinhos tratados não voltam.

Procurar um médico especialista de confiança é fundamental para garantir um tratamento eficaz e eficiente.

Gostou deste artigo sobre secagem de vasinhos? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!

 

 

 


About Portal Universo da Saúde

Universo da Saúde - Um portal com conteúdos de qualidade sobre saúde, doença, causas, tratamentos, remédios caseiros e cuidados. Aproveite nossos conteúdos gratuitos e tome cuidado com a sua saúde.

Check Also

dermacosmeticos

Dermocosméticos

Os dermocosméticos já são conhecidos das mulheres, principalmente as que estão acima dos 30 anos …