Home / Remédios / Ácido glicólico – Indicações e como usar

Ácido glicólico – Indicações e como usar

Ter uma pele rejuvenescida, sem marcas de cravos e espinhas é o desejo de várias mulheres. Para atingir esse objetivo muitas frequentam diversas vezes os consultórios dos dermatologistas, fazendo dessa ação uma rotina.

Normalmente os tratamentos dermatológicos custam um preço elevado, sendo assim, para resolver um problema na pele, seja por questões de saúde ou estética, o valor pode sair bem “salgado” para o bolso.

Alguns cosméticos são liberados pelos dermatologistas e oferecem um ótimo custo-benefício.

Uma substância considerada “milagrosa” oferecida em produtos para a pele é o ácido glicólico, ele promove excelentes resultados.

Este artigo abordará o que é ácido glicólico, indicações, como usar, cuidados antes e após o uso, contraindicações, explicará se grávidas podem ou não usar, riscos e dúvidas.

Saiba mais sobre o ácido glicólico e esclareça suas dúvidas com relação ao assunto.

O que é

O ácido glicólico é uma substância orgânica, ela é derivada de vegetais açucareiros, como, por exemplo, a cana de açúcar, sua atuação envolve radicais livres e ajuda na produção de colágeno.

Esse ácido não possui cor e nem cheiro, caracterizado como esfoliante de efeito mais agressivo, o seu uso deve ser recomendado por um profissional dermatologista.

Os seus resultados podem deixar a pele mais macia e clara, também ajuda a minimiza cicatrizes provocadas pela acne.

Pode ser utilizado como peeling ou dermocosmético.

Quanto aos resultados eles podem variar dependendo da concentração do ácido glicólico no produto. Normalmente é possível visualizar o efeito do cosmético entre 2 a 3 meses após o uso. Se o ácido for usado como peeling, os resultados são vistos em poucas semanas, isso acontece porque as concentrações nele são maiores.

Além do uso estético essa substância pode ser utilizada na indústria têxtil como elemento pigmentador e curtidor, em processos alimentícios ele é capaz de atuar como flavorizante e conservante. Outra função do ácido glicólico é sua inclusão em emulsões de polímeros, solventes e aditivos para tintas, isso porque ele ajuda a entregar brilho ao produto.

Indicações

O ácido glicólico reduzir a grossura da pele, por isso que o aspecto final é de uma pele mais fina, sendo indicada a aplicação em peles resistentes e claras. Além disso, age como um esfoliante, promovendo o clareamento e auxiliando na produção do colágeno que contribui para prevenir o envelhecimento da derme.

ácido glicóico indicações
O ácido glicóico pode ser um ótimo esfoliante para a pele e ainda deixa-la mais bela e sem manchas

Se a pele possui manchas, marcas de cicatriz devido à acne e estrias, o ácido glicólico irá agir e minimizar todos esses aspectos negativos e incômodos.

Quando recomendado pelo médico pode ser usado no corpo e no rosto. Se o ácido glicólico for comparado ao ácido retinoico, a vantagem da primeira opção é ser menos agressiva.

Essa substância pode aumentar a absorção de alguns elementos relacionados à sua composição, quando produzido como cosméticos.

O efeito sobre a pele de pessoas com acne é minimizar a aparência avermelhada da derme.

O produto pode ser facilmente encontrado, porém o seu uso exige cuidados, principalmente na porcentagem de concentração da substância.

É indicado que nas regiões com maior sensibilidade, como, por exemplo, o colo e o pescoço, deva-se aplicar uma concentração menor do ácido entre dois a três por cento.

Como usar

O ácido glicólico como cosmético pode ser achado com concentrações entre 2% a 10%, porém se produzido como manipulado é possível encontrar em várias concentrações.

Quando adquirido como peeling o pH provavelmente será mais alto, ele somente deve ser aplicado por uma pessoa profissional.

O ácido como dermocosmético pode ser usado em casa deixando o produto atuar na pele entre 2 a 3 horas, seu uso durante o dia no período do verão é liberado, isso porque a substância não é fotossensibilizante.

Antes de passar deve-se limpar e desengordurar a pele, deixando-a seca para que o produto absorva melhor. É importante aplicar um protetor solar de fator de proteção alta.

É possível usar o ácido glicólico como peelings químicos superficiais em consultório, nesse tipo a concentração é mais alta e o pH é mais baixo.

Como peeling a sua atuação na pele ocorre dentro de 15 a 20 minutos, sendo removido no consultório. As sessões costumam acontecer entre 45 a 60, a quantidade de sessões dependerá do objetivo e necessidade da paciente. A manutenção pode ser feita em casa com a utilização de cremes.

Os resultados da aplicação do peeling são mais rápidos, isso se for comparado ao uso dos dermocosméticos, pois o peeling apresenta alta concentração do ácido.

Os produtos contendo ácido glicólico podem ser encontrados em farmácias e lojas, como, por exemplo, a Vichy, La Roche, Normaderm, entre outros. Também são vendidos em farmácias de manipulação.

Cuidados antes e após o uso

Orientação para antes do uso:

O passo inicial para usar o ácido glicólico é se consultar com um especialista, ele avaliará o caso de cada paciente e recomendará a concentração correta. O uso sem a prescrição médica pode gerar prejuízos à pele.

Antes da aplicação do peeling a paciente precisa deixar a pele limpa e desengordurada. No caso do produto em creme, os cuidados devem ser o mesmo, lembrando que o uso deve ser feito depois de lavar a face e deixá-la completamente seca.

A pele não deve ser depilada 2 dias antes da aplicação, não podendo também esfoliar e nem realizar nenhum processo agressivo.

Orientação para depois do uso:

Como a sensibilidade da pele aumenta após o uso do ácido glicólico, é necessário aplicar um protetor solar para se expor ao sol, dessa forma o indivíduo estará evitando problemas como a irritação, pele avermelhada e aparecimento de manchas.

Contraindicações

O ácido glicólico apresenta algumas contraindicações, são elas:

  • O produto não deve ser usado na pele inflamada;
  • Infecção ativa na região de aplicação da substância;
  • Pele com eczematosa;
  • Áreas que apresentam queimaduras do sol;
  • Indivíduo de pele sensível;
  • Pessoas que precisem permanecer longos períodos do dia expostas ao sol;
  • Alérgicos a substância;
  • Ferimentos abertos.

Indivíduos que tenham a pele negra precisam ter cuidado ao usar o ácido glicólico, isso porque a substância pode alterar a pigmentação da pele e causar manchas.

ácido glicóico contraindicações
Pessoas com peles mais suaves não devem utilizar o ácido glicóico, pois ele pode deixar a pele mais frágil e até machuca-la

Você também pode gostar destes conteúdos:

Grávidas podem usar?

Produto dermocosmético que contenha ácido glicólico pode ser usado por grávidas, mas desde que ela já esteja no quarto mês gestacional, essa substância está liberada para concentrações menores com até 10%.

Essa substância é uma boa opção para essas mulheres, pois geralmente nos três primeiros meses a gestante apresenta uma elevação da oleosidade na pele, isso aumentar as chances do aparecimento de acne, para solucionar isso é necessário fazer uma limpeza de pele e aplicar o produto contendo o ácido glicólico.

Caso a grávida já apresente acne antes mesmo de engravidar, o ácido pode atuar no clareamento das manchas.

É necessário lembrar que qualquer pessoa, principalmente se for gestante, precisa ir a uma consulta médica com o dermatologista antes de decidir fazer o uso do ácido glicólico.

Riscos

Se aplicado em indivíduos alérgicos ou em concentração elevadas, o ácido glicólico pode resultar em manchas, bolhas, queimadura, vermelhidão e descamação na pele.

Dúvidas sobre o ácido glicólico

O ácido glicólico pode gerar algumas dúvidas nas pessoas, pensando nisso abaixo seguem algumas perguntas mais frequente com respostas para melhor esclarecer o assunto:

  • Eu consigo minimizar a celulite usando o ácido glicólico?

O ácido pode ser usado para potencializar os cremes contra celulite.

  • O ácido glicólico reduz olheiras?

Se aplicado nas concentrações corretas durante o peeling, ele atuará renovando a camada mais externa da pele e minimizará o aspecto das olheiras.

  • Ele diminui as estrias?

Como o ácido ajuda na produção de colágeno, isso acaba diminuindo as estrias.

  • Se usado durante o peeling pode clarear a virilha?

Esse clareamento acontece devido o produto descamar a pele, fazendo assim com que aquela parte que foi descamada se renove numa aparência mais bonita.

Espero que este artigo sobre ácido glicólico tenha lhe ajudado e esclarecido as suas dúvidas e curiosidades, se gostou deixe um comentário com sua opinião sobre o assunto!

 

Gostou deste artigo sobre ácido glicólico? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!


About Portal Universo da Saúde

Universo da Saúde - Um portal com conteúdos de qualidade sobre saúde, doença, causas, tratamentos, remédios caseiros e cuidados. Aproveite nossos conteúdos gratuitos e tome cuidado com a sua saúde.

Check Also

dermacosmeticos

Dermocosméticos

Os dermocosméticos já são conhecidos das mulheres, principalmente as que estão acima dos 30 anos …