Home / Remédios / Ácido retinóico – O que é e como usar.

Ácido retinóico – O que é e como usar.

São inúmeras as substâncias que são divulgadas como “mágicas” para combater e tratar rugas e o envelhecimento da pele.

Dentre os ácidos mais conhecidos para tratar a pele encontra-se o ácido retinoico. Essa substância possui resultados comprovados, sendo recomendada em consultórios dermatológicos para tratamento do corpo e rosto, isso porque além de minimizar manchas e rugas, ela também cuida de estrias.

A ação do ácido retinoico no início do seu processo pode deixar a pele avermelhada, isso muitas vezes confunde os pacientes que acabam por suspender o uso acreditando estarem com alergia ao produto.

Este artigo explicará o que é ácido retinoico, indicações, como usar, cuidados antes e depois de usar, contraindicações, se grávida pode usar e riscos.

Saiba mais sobre o ácido retinoico e esclareça suas dúvidas com relação ao assunto.

O que é

O ácido retinoico é um composto da vitamina A, os seus benefícios envolvem a redução da acne, manchas e rugas, esses efeitos ocorrem devido à capacidade da substância melhorar na pele o colágeno, firmeza, cicatrização e reduzir a oleosidade.

Encontrado em farmácias convencionais (com o nome de Vitanol, Vitacid, Suavicid, entre outros) e nas de manipulação, deve ser comprado por meio de uma indicação médica, isso porque é o dermatologista quem indicará a dose necessária para a situação específica do paciente.

O valor do ácido retinoico varia dependendo da marca escolhida, farmácia, unidade e concentração, normalmente pode ser comprado entre os preços de R$ 22,00 a R$ 230,00, sendo esse valor cobrado para cada produto.

O ácido retinoico pode ser adquirido com ou sem associação de outros elementos, quando relacionado é capaz de intensificar os seus resultados.

Essa substância causa uma reação inflamatória na região aplicada, essa ação pode ser confundida várias vezes pelos pacientes como uma reação alérgica ao produto ou intensificação do quadro, porém essa ação geralmente é normal e temporária, sua duração pode ocorrer em torno de 1 a 3 semanas depois que iniciado o uso.

Em todo o caso é necessário conversar com o médico durante a consulta e acompanhamento, para que não haja nenhuma dúvida quanto os efeitos colaterais do ácido retinoico.

Indicações

Os raios ultravioletas danificam a pele, principalmente quando não há uma rotina de passar o protetor solar, dentre os malefícios desses raios, temos: envelhecimento da pele, hiperpigmentação, escurecimento da derme, surgimento de sardas e rugas, aspereza e desigualdade do tecido.

indicações ácido retinóico
O ácido retinóico é fonte de vitamina A e pode ajudar a solucoionar problemas de pele causados por exposição ao sol, mas que não sejam muito graves

O ácido retinoico será recomendado para as pessoas que apresentem alguns dos resultados negativos da exposição ao sol, ele atuará auxiliando na produção de colágeno e assim reparando a pele agredida.

Além disso, ele é usado na forma de comprimido em quimioterapia, nesse tratamento as doses são mais altas e é indicado pelo médico oncologista.

Indivíduos que possuem estrias podem utilizar o ácido retinoico para reparar a aparência delas.

A pele oleosa e com acne, favorece o entupimento dos poros e isso acaba por gerar muitos cravos e espinhas, esse fechamento acontece devido a grande quantidade de queratinização, ao usar o ácido retinoico a queratinização irá volta ao normal e a acne será minimizada, assim como o aparecimento de novas lesões.

Como usar

Normalmente o ácido retinoico é usado como creme, o número de aplicações e sua concentração devem ser totalmente indicados pelo dermatologista.

Uso em creme ou gel:

Em geral, o ácido será usado 1 vez por dia no período da noite, sendo suas concentrações entre 0,01% a 0,1%, poderá ser aplicado no rosto ou em outra região recomendada pelo profissional médico.

Primeiro deverá limpar o local com água e sabonete, após a pele precisa ser devidamente seca e em pequena quantidade o produto deverá sem aplicado, lembrando de massagear a pele suavemente. Depois de 20 minutos da aplicação a pele deve ser hidratada.

Como o ácido retinoico deixa a pele mais sensível, o indivíduo deverá sempre passar protetor solar de fator alto quando for sair.

Peeling químico:

O Dermatologista ou clínicas estéticas podem realizar a aplicação do ácido retinoico através do peeling químico, o seu uso traz uma esfoliação na camada superficial da pele, dessa maneira ela se renovará trazendo resultados como uniformidade e maciez.

O uso deve ser feito totalmente por um profissional, isso porque nesse tratamento as concentrações são maiores e quando usado indevidamente pode trazer consequências indesejáveis e até irreversíveis a pele.

O peeling químico atua mais profundamente e rapidamente na pele do que o creme ou gel.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Cuidados antes e depois de usar

Cuidados antes de usar o ácido retinoico:

1º O uso somente deve ser feito após uma consulta com o dermatologista, ele indicará por quanto tempo o ácido retinoico deverá ser usado, como também a sua concentração;

2º A pele deve ser limpa e seca antes de iniciar o peeling ou utilizar o ácido através de creme ou gel;

Cuidados depois de usar o ácido retinoico:

1º Passado o creme, ao amanhecer o rosto deve ser bem lavado para retirar o ácido, depois é necessário passar protetor solar, isso porque o produto deixa a pele mais fina e sensível ao sol, podendo causar irritação, vermelhidão e até manchas se a pele for exposta sem proteção;

2º Pessoas que nunca fizeram o uso do ácido retinoico ou caso tenham a pele sensível, devem utilizar a substância alternando os dias ou aplicando duas vezes por semana, dessa forma é possível conseguir atingir melhores resultados sem muita irritação na pele;

3º Se a depilação do buço é feita com cera, será necessário suspender a aplicação do ácido retinoico 7 dias antes de realizar a depilação para não ferir a pele, pois o produto a deixará mais fina.

O uso do ácido para fotoenvelhecimento tem seus resultados visíveis na redução das rugas logo no 1º mês, no período de 4 meses elas começam a desaparecer. O clareamento da pele fica mais aparente a partir de 45 dias.

Contraindicações

Produtos compostos de ácido retinoico não são recomendados para pele com inflamação, eczematosa ou queimaduras.

queimadura na pele contraindicação ácido retinóico
O ácido retinóico não deve ser utilizado para tratar queimaduras de pele, pois pode agravar os sintomas

Sua aplicação também é contraindicada para pessoas que possuem infecções ativas, herpes, rosácea, grávidas, lactantes, peles muito sensíveis e ressecadas, menores de 12 anos, alérgicos ou com hipersensibilidade aos componentes, em tratamento com outros tipos de ácidos ou substâncias despigmentante.

Indivíduos que precisam se expor ao sol por muito tempo não devem usar o ácido retinoico.

Grávida pode usar?

O ácido retinoico é contraindicado a mulheres grávidas devido a grande possibilidade de afetar o desenvolvimento do feto.

Durante os 6 primeiros meses da amamentação não é recomendado o uso da substância, podendo ser liberado pelo médico após esse período, isso porque o peso da criança será maior e a absorção do ácido pelo leite será em menor quantidade.

Riscos

O ácido retinoico semelhante a qualquer outro produto para tratamento de pele pode causar efeitos colaterais, alguns deles são:

  • A região em que o produto foi aplicado pode ficar avermelhada e inchada;
  • Aparecimento de caroços pequenos na pele;
  • A pele pode ficar ressecada, resultando em sua descamação (despelamento);
  • O indivíduo pode sentir ardor ou sensação de picadas na área onde o produto foi passado;
  • Surgimento de manchas.

Caso os sintomas sejam muito intensos, recomenda-se que o paciente suspenda o uso e procure o médico que esteja acompanhando o seu tratamento, ele irá avaliar a situação e fazer as alterações necessárias para melhor atendê-lo.

 


Veja!

dermacosmeticos

Dermocosméticos

Os dermocosméticos já são conhecidos das mulheres, principalmente as que estão acima dos 30 anos …