Home / Doenças / Doenças Genéticas / Veja mais sobre o adenocarcinoma de próstata e seus sintomas

Veja mais sobre o adenocarcinoma de próstata e seus sintomas

Um dos maiores problemas enfrentados pelos homens é o adenocarcinoma de próstata. Essa glândula presente apenas no organismo masculino é responsável por produzir uma parte do líquido seminal, que tem como função proteger e nutrir os espermatozoides.

A próstata é composta por vários tipos de células, mas o que se percebe é que boa parte dos canceres nessa glândula se originam justamente nas células que são as responsáveis por produzir o líquido seminal. Por esse motivo elas são chamadas de adenocarcinoma de próstata.

Na maioria das vezes, o desenvolvimento do câncer de próstata ocorre de forma bem lenta. Segundo alguns estudos que foram realizados, em torno de 80% dos homens com 80 anos que faleceram tinham o câncer de próstata, mas nem eles nem seus médicos sequer desconfiavam. Entretanto, existem alguns casos que essa doença cresce e consegue se espalhar rapidamente.

Saiba mais sobre o adenocarcinoma de próstata no decorrer deste artigo e tire todas as suas dúvidas!

O que é adenocarcinoma de próstata?

Adenocarcinoma de próstata é um tipo de câncer cujo desenvolvimento ocorre nas células glandulares. Este é o tipo de câncer mais comum que ocorre na próstata.

O câncer de próstata é classificado pelas patologistas em números que vão do 1 até o 5. A denominação que se dá a esse tipo de numeração é pontuação de Gleason.

Os dois primeiros graus não são utilizados com frequência para as biópsias, já que grande parte das amostras possuem o grau 3 ou acima disso. Caso o tecido cancerígeno seja muito parecido com o tecido prostático sem anormalidade, o grau 1 é atribuído ao mesmo. Mas se as células cancerígenas, bem como seu padrão de crescimento forem muito anormais, o grau 5 é atribuído ao mesmo.

Muitas vezes, o câncer de próstata possui áreas com graus diferentes. Para determinar o seu grau, muitas vezes é preciso atribui-lo as duas áreas que acabam compondo grande parte do câncer. A soma desses 2 graus produz a pontuação de Gleason.

O primeiro desses números trata-se do grau que comumente abrange o tumor. Por exemplo, a pontuação de Gleason foi 3 + 4 = 7. Isso quer dizer que grande parte do tumor possui o grau 3 e que sua menor área possui o grau 4. Ao somar essas pontuações tem-se o resultado 7 sendo que o mais alto grau dessa pontuação é 10.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Fatores de risco

No caso do câncer de próstata, os fatores que podem fazer com que o risco dessa doença se desenvolva são:

  • Idade – Após os 50 anos o risco aumenta.
  • Raça – Os descendentes de africanos frequentemente são diagnosticados com essa doença.
  • Histórico familiar – Possuir parente em primeiro grau que tenha sido diagnosticado com adenocarcinoma de próstata.
  • Genes – Certas alterações genéticas hereditárias.
  • Dieta – Homens que se alimentam de muitos laticínios ricos em gordura ou carne vermelha. Geralmente esses mesmos homens comem menos legumes e frutas.
  • Obesidade – Homens obesos possuem uma chance maior de ter o adenocarcinoma mais agressivo.
  • Inflamação da próstata – A prostatite pode estar associada ao risco maior de desenvolvimento desse tipo de câncer.
  • DST – Algumas doenças sexualmente transmissíveis, como é o caso da clamídia e gonorreia, por exemplo, podem causar um aumento do risco de desenvolver essa doença.
Idade avançada adenocarcinoma de próstata
Idade avançada pode ser uma das principais causas para o adenocarcinoma de próstata

Causas da adenocarcinoma de próstata

Não há uma causa exata para que o homem tenha a adenocarcinoma de próstata. Mas segundo alguns estudos realizados por pesquisadores, foi possível observar que alguns dos fatores de risco podem tornar as células da próstata em cancerosas.

Somente nos últimos anos é que eles começaram a compreender como que as células prostáticas normais sofrem mutação no seu DNA e acabam se desenvolvendo de forma anormal dando origem ao câncer. É no DNA que se encontra as instruções genéticas para que ocorra o desenvolvimento, bem como o funcionamento das células.

▷ Conheça as 8 doenças degenerativas mais comuns no Brasil.

O DNA é o responsável por fazer com que os filhos se pareçam com seus pais, mas ele também pode ter influência no risco para o desenvolvimento de certas doenças. Existem alguns genes que possuem instruções para realizar o controle do crescimento e também da divisão celular.

Os que promovem a divisão das células recebem o nome de oncogenes. Já os que ficam responsáveis por levar as células a morte na hora certa ou retardam a divisão das mesmas são chamados de genes supressores de tumor.

Algumas alterações do DNA podem causar os cânceres, pois promovem o desativamento dos genes supressores de tumor ou se transformam nos oncógenes. Essas alterações podem ser adquiridas ao longo da vida ou de forma hereditária.

Sintomas de adenocarcinoma de próstata

Quando o adenocarcinoma de próstata encontra-se no estágio inicial, raramente promove algum sintoma. Entretanto, quando se encontra em estágio avançado, costuma provocar os seguintes sintomas:

  • Impotência
  • Fluxo urinário interrompido ou fraco
  • Micção frequente durante o dia e até mesmo a noite
  • Líquido seminal com sangue
  • Ardor ou dor enquanto faz a micção
  • Dormência ou fraqueza nos pés ou pernas
  • Falta de controle da bexiga ou do intestino por causa da pressão que o tumor promove na medula espinhal

Nos caso que a doença já está disseminada no corpo, o homem ainda pode apresentar outros sintomas como dores nos quadris, costas, ombros, coxas e até nos ossos. Como existem outras doenças que causam esses mesmos sintomas, é de fundamental importância que o médico seja procurado e informado sobre o que o paciente sente.

Diagnóstico de adenocarcinoma de próstata

Uma das formas de diagnosticar o adenocarcinoma de próstata é através do exame PSA. Para faze-lo, basta coletar um pouco de sangue para que seja analisado o antígeno prostático específico. Também deve-se fazer o exame de toque retal para avaliar a consistência dessa glândula, seu tamanho e se existe alguma lesão que seja palpável pelo reto.

Como o câncer de próstata não provoca sintomas quando está em estágio inicial, o diagnóstico se torna mais difícil. Entretanto, quando encontra-se em estágio avançado, diagnosticar essa doença é mais fácil, principalmente pelos sintomas relatados pelo paciente.

Tratamento da adenocarcinoma de próstata

Existem diversos tratamentos para quem está com a adenocarcinoma de próstata. Para escolher o melhor tratamento, é preciso levar em consideração uma série de fatores, como o estado geral de saúde e a idade do paciente. Também devem ser analisados os sentimentos do mesmo quanto aos efeitos colaterais provocados por cada terapia, estadiamento da doença e as chances do tratamento curar o câncer.

Entre as principais opções de tratamento, existente para esse tipo de câncer estão inclusas:

  • Terapia alvo
  • Criocirurgia
  • Conduta Expectante
  • Hormonioterapia
  • Quimioterapia
  • Radioterapia
  • Cirurgia
  • Vacinas
Quimioterapia adenocarcinoma de próstata
Quimioterapia pode ser uma das formas de tratamento mais comuns para o adenocarcinoma de próstata

Prevenção

Para se prevenir dessa doença, é preciso que o homem tenha uma dieta rica em verduras, legumes, frutas, cereais integrais e grãos e reduza a quantidade de gordura. Também deve consumir tomate, se exercitar ao menos 30 minutos por dia e ter o peso adequado a sua altura. Além desses cuidados, é recomendado diminuir a quantidade de álcool que é consumida e largar o cigarro.

Os homens que possuem 40 anos podem fazer exames de rotina. Caso possua histórico na família dessa doença, o médico deve ser avisado para que ele indique os exames que são necessários.



Cirurgia para adenocarcinoma de próstata

Uma das formas de tratamento do adenocarcinoma de próstata é a cirurgia. Entretanto, boa parte dos pacientes que apresentam essa doença não necessitam passar pelo procedimento cirúrgico.

Quando essa glândula contém o tumor, a cirurgia para sua retirada pode ser o melhor tratamento. Nesse caso, a próstata é retirada integralmente e alguns tecidos que se encontram a sua volta também podem ser retiradas. Até mesmo as vesículas seminais podem ser retiradas nesse procedimento.

Essa cirurgia é chamada de prostatectomia radical e se divide em alguns tipos que são: retropúbica e perineal. Mas ela também pode ser feita por laparoscopia que se divide em: prostatectomia radical por laparoscopia e prostatectomia radical por laparoscopia assistida por robótica.

Preço da cirurgia

Se o paciente não possui recursos para arcar com a cirurgia de adenocarcinoma de próstata, ele pode faze-la pelo SUS. Se decidir fazer pagando, seu preço varia muito, mas o mínimo fica em torno dos R$ 3 mil, enquanto que o valor máximo pode chegar a R$ 30 mil.

Caso este artigo sobre adenocarcinoma de próstata tenha lhe ajudado, deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!


Veja!

Ictiose arlequim

Ictiose Arlequim – Conheça suas causas, sintomas e tratamento.

Ictiose arlequim é o tipo mais severo e raro de ictiose, doença na pele caracterizada …