Home / Uncategorized / Arritmia Cardíaca: causas, sintomas e tratamentos

Arritmia Cardíaca: causas, sintomas e tratamentos

Você ou alguém da sua família já reclamou de palpitações no peito, cansaço e suor frio? Isto pode ser sinal de arritmia cardíaca, um dos problemas cardiovasculares no qual o coração sofre distúrbios que o faz bater mais rápido ou mais lento e até levar à morte súbita.

A arritmia cardíaca é classificada em até 3 tipos, a seguir:

  • Taquicardia – Quando o coração bate acelerado.
  • Bradicardia – Quando o coração bate em ritmo lento.
  • Descompasso – Ocorre quando o coração bate de forma irregular.

Tudo que você precisa saber sobre arritmia cardíaca, suas causas, sintomas e tratamentos está neste conteúdo, aproveite!

O que é arritmia cardíaca

Arritmia cardíaca é um distúrbio que afeta os batimentos do coração, levando a quadros de taquicardia, bradicardia ou a batimentos irregulares.

Quando a pessoa não recebe tratamento, a arritmia cardíaca pode gerar consequências graves, como doenças do coração, parada cardíaca e morte súbita.

Causas da arritmia cardíaca

  • O coração bombeia o sangue pelo corpo, mas uma mudança que possa afetar esse funcionamento pode causar a arritmia. Qualquer pessoa pode sofrer uma arritmia cardíaca, mas existem determinados fatores que podem desencadear facilmente em problemas no coração. Vejamos algumas causas da arritmia:
  • Pressão alta;
  • Hipertireoidismo;
  • Diabetes;
  • Ansiedade e estresse;
  • Uso de drogas ilícitas ou lícitas (álcool e cigarro);
  • Exercício físico pesado;
  • Doença de chagas;
  • Medicamentos como os psicotrópicos e as anfetaminas;
  • Insuficiência cardíaca ou história de ataque cardíaco;
  • Anemia;
  • Suplementos diários e fitoterápicos;
  • Poluição;
  • Choque elétrico;
  • Doença de nascença do coração;

Ainda, o próprio envelhecimento e excesso de cafeína também podem levar a arritmia cardíaca.

Arritmia cardíaca e a diabetes

Um estudo publicado no Journal of General Internal Medicine concluiu que pessoas que usam medicamentos para diabetes e não controlam muito bem a glicemia têm mais chances de sofrerem uma arritmia cardíaca.

O motivo estaria relacionado a obesidade, já que o excesso de peso contribui para ambas as enfermidades, mas os estudiosos não garantem a relação, apenas destacam que os médicos precisam alertar os diabéticos e prescrever remédios que ajudam a afinar o sangue.

Arritmia cardíaca e a apneia do sono

A relação entre a falta ou dificuldade de dormir com problemas cardiovasculares têm um motivo a mais para você se preocupar. É que a má qualidade do sono afeta o bom funcionamento do coração.

Na apneia do sono ocorre a obstrução das vias aéreas, o que provoca esforço inconsciente de respirar mais forte e enviar o ar aos pulmões. Esse esforço causa a pressão sanguínea e acontece casos em que a pessoa desperta com taquicardia (batimentos cardíacos acelerados).

Arritmia cardíaca e o hipertireoidismo

O hipertireoidismo é quando a tireoide sofre um aumento exacerbado de hormônios, ou seja, trabalha além do normal e afeta várias funções do organismo, como o coração e o cérebro.

Como a tireoide trabalha em excesso, isso aumenta a frequência cardíaca levando a problemas cardiovasculares, como a arritmia.

Já o hipotireoidismo funciona de forma inversa do hipertireoidismo: há pouca produção de hormônios da tireoide. Ainda assim, pode levar a consequências graves, desde bradicardia (batimentos cardíacos lentos) a derrame pericárdico (quando a membrana que envolve o coração recebe um acúmulo de água).

Sintomas da arritmia cardíaca

Sintomas arritmia cardiaca
Sintoma da arritmia cardíaca

A arritmia cardíaca não causa sintomas aparentes, mas se for uma doença maligna, os sintomas servem de alerta para procurar ajuda médica:

  • Peso ou dor no peito;
  • Tontura;
  • Fraqueza;
  • Batimentos cardíacos lentos ou rápidos;
  • Palidez;
  • Falta de ar;
  • Mal-estar;
  • Sensação de nó na garganta;
  • Suor frio;
  • Desmaio;
  • Cansaço.

Os sintomas da arritmia cardíaca podem ser mais acentuados caso a pessoa sofra de insuficiência cardíaca e pressão alta.

Tratamentos para arritmia cardíaca

Para a arritmia cardíaca, em caso de ser doença benigna, não necessita de tratamento. Se a pessoa sofrer de taquicardia, o médico pode receitar algum medicamento, mas na maioria dos casos é apenas recomendado exames periódicos.

Se a arritmia for uma doença cardiovascular maligna, o tratamento será feito à base de medicamentos, tais como ancoron, propafenona, cimetidina, sotalol, amiodarona e ibutilida.
A cirurgia para colocar o marcapasso é indicada em casos de bradicardia, visto
que o coração precisa de impulsos para voltar a sua frequência normal. Assim, o marcapasso assume os batimentos cardíacos de acordo com a programação do médico.
Já a cirurgia de ablação é uma forma de cauterização. A cirurgia é útil para dificultar as crises de arritmia, pois ela produz uma queimadura localizada.

De qualquer modo, a arritmia cardíaca tem cura, mas é preciso que a pessoa procure ajuda médica tão logo iniciarem os sintomas, para que não haja complicações, como morte súbita.

Como prevenir a arritmia cardíaca

Alguns hábitos podem prevenir a arritmia. Veja quais:

Moderar no álcool

O álcool é um dos maiores responsáveis por problemas de saúde, e o seu excesso pode levar a fibrilação atrial. O álcool excessivo estimula adrenalina no cérebro, fazendo o coração acelerar os batimentos cardíacos e causar a taquicardia.

Evitar alimentos gordurosos

A gordura presente em alguns alimentos pode aumentar a pressão sanguínea, e o acúmulo de gordura pode desencadear em várias outras doenças cardiovasculares, e não só arritmia.

Parar de fumar

O cigarro acarreta diversos problemas que não afetam apenas os pulmões, mas também o coração. Fumar eleva os batimentos cardíacos, porque a nicotina ajuda a liberar adrenalina, e mesmo quem já abandonou o cigarro corre riscos maiores de sofrerem fibrilações arteriais.

Consumir folhas verdes

Folhas verdes para tratamento
Folhas verdes ajudam a prevenir os sintomas

Quem sofre de fibrilação atrial tem grande risco de sofrer um AVC, o que implica em ingerir um medicamento chamado varfarina, um anticoagulante que atua de forma eficiente apenas se o paciente comer folhas verdes (alface, espinafre, couve, repolho e rúcula).

Dormir bem

A apneia do sono pode causar a arritmia, porque a pessoa faz muito esforço para respirar, o que acaba levando ao aumento da pressão sanguínea. O ideal é procurar um médico para solucionar esse problema e voltar a ter uma boa qualidade de sono.



Fazer exercícios

Sedentarismo oferece uma chance maior da pessoa sofrer uma arritmia cardíaca, por isso, a prática de exercícios físicos leve a moderada reduz essa incidência. Para que não haja maiores problemas de saúde, é aconselhável fazer uma avaliação médica a fim de saber qual exercício é melhor, já que alguns problemas cardiovasculares podem limitar as atividades.

Sofre com arritmia cardíaca? Espero que este conteúdo seja útil e procure, imediatamente, um médico na sua cidade. Comente e curta agora mesmo O Universo da Saúde.


About Portal Universo da Saúde

Universo da Saúde - Um portal com conteúdos de qualidade sobre saúde, doença, causas, tratamentos, remédios caseiros e cuidados. Aproveite nossos conteúdos gratuitos e tome cuidado com a sua saúde.

Check Also

emulsão scott

Emulsão Scott – O que é, para que serve benefícios e preço

A Emulsão Scott é o conhecido óleo de bacalhau, uma receita do tempo de nossos …