Artrite Reumatoide: causas, sintomas e tratamentos

Artrite Reumatoide é uma doença autoimune, inflamatória e crônica que atinge uma ou mais articulações, normalmente das mãos e dos pés, mas também pode atacar outros órgãos.

Estima-se que a cada 100 pessoas, uma terá artrite reumatoide, o que representa 1% da população mundial, e acomete mais mulheres entre as faixas etárias de 20 a 60 anos.

No nosso conteúdo, você conhecerá mais a respeito da artrite reumatoide, suas possíveis causas, sintomas e tratamentos.

O que é Artrite Reumatoide

Artrite reumatoide é uma doença que inflama as juntas (articulações), causando muita dor, vermelhidão, inchaço, e resultando ainda em erosão óssea e deformidade dos membros.

Há três tipos de inflamação articular:

  • Monoartrite – Quando atinge apenas uma articulação.
  • Poliartrite – Quando afeta várias articulações.
  • Simétrica – Afeta duas articulações irmãs simultaneamente: punhos, joelhos, tornozelos, etc.

Portanto, dá-se o nome de artrite a uma inflamação. Caso as juntas encontram-se doloridas, mas sem sinais de inflamação (inchaço, calor e vermelhidão), então o nome é artralgia, associada a artrite e a artrose.

Artrite Reumatoide Juvenil

Também chamada de Artrite Idiopática Juvenil, a doença atinge crianças e adolescentes antes dos 17 anos. A principal causa está relacionada a fatores genéticos, ou seja, alguém da família mais próxima sofre com a artrite reumatoide. Além disso, infecções virais e bacterianas, traumas nas articulações e estresse emocional podem desencadear na artrite reumatoide juvenil.

Em crianças menores, muitas vezes a dor é inexistente. Vale ressaltar que a artrite reumatoide juvenil ou mesmo a artrite reumatoide em adultos não é contagiosa.

Complicações da Artrite Reumatoide

A artrite reumatoide afeta, não só as juntas, mas também pode atingir órgãos, como o coração, nervos, pulmões, pele e olhos. Vamos saber de que maneira a inflamação das articulações pode acometer esses órgãos:

Artrite reumatoide e o coração

A inflamação das juntas pode levar a insuficiência cardíaca. Isto porque a inflamação pode acarretar em substâncias que bloqueiam as artérias, como placas de gorduras, e impedindo o fluxo sanguíneo.

Artrite reumatoide e os nervos

Apesar de a artrite reumatoide não afetar diretamente os nervos, a inflamação do tecido pode comprimi-los, provocando a síndrome do túnel do carpo — uma doença que faz com que a pessoa perca a força no braço e sofra de formigamento e dormência no local.

Artrite reumatoide e os pulmões

A artrite reumatoide pode afetar os pulmões, causando a Doença Pulmonar (universodasaude.com/doencas-pulmonares/) Intersticial (DPI). Esta doença acarreta em inflamações e cicatrizes no órgão, comprometendo a respiração. Mesmo com medicamentos no estágio inicial, talvez seja necessário um transplante.

Artrite Reumatoide e a pele

Quando a pessoa sofre de artrite reumatoide, a pele pode ser mais um órgão afetado. A pele se torna enrugada, mais frágil e fina. As palmas ganham um tom avermelhado (eritema palmar) e a parte de cima das mãos empalidecem, parecendo translúcidas.

Existem dois tipos de complicações na pele:

  • Vasculite reumatoide – Considerada uma das complicações mais graves na artrite reumatoide na pele, a vasculite é uma doença que danifica os vasos sanguíneos, fazendo-os sangrar e manchar a pele em tons arroxeados, dando os nomes de púrpuras ou petéquias.
    A vasculite também pode causar morte do tecido cutâneo.
  • Pioderma gangrenosoMenos de 40% dos pacientes com artrite reumatoide têm pioderma gangrenoso, que constitui em lesões ulceradas nos membros inferiores, levando à necrose (morte do tecido) a cada vez que crescem. O tratamento é feito à base de corticosteroides.

Você pode gostar também dos conteúdos sobre doenças de pele.

Artrite reumatoide e os olhos

As complicações que a artrite reumatoide pode causar nos olhos vão desde olhos secos a catarata. A inflamação articular pode levar a esclerite — inflamação ocular, que se apresenta com vermelhidão e dor — e a uveíte, que é quando a camada vascular do olho inflama, levando a complicações como catarata e glaucoma.

Causas da Artrite Reumatoide

A artrite reumatoide é causada pelo baixo sistema imunológico e alguns fatores podem contribuir para o organismo atacar as articulações:

  • Genética

Um dos fatores mais importantes para a artrite reumatoide é a genética. Parentes de 1º grau têm maior risco de desenvolver a doença.

  • Vírus e bactérias

Infecções urinárias, dores de garganta ou até mesmo de dente podem fazer com que as bactérias caem na corrente sanguínea, desequilibrando o sistema imunológico e levando a artrite reumatoide.

  • Cigarro

Independente de fumar ou ser fumante passivo — quem convive com fumantes —, o cigarro pode causar sérios problemas de saúde, um deles ligado a artrite reumatoide.

  • Fatores ambientais

Há indícios de que a exposição a poluentes como sílica, um elemento que constitui a areia e muito encontrado em saquinhos para proteger objetos — pode desencadear em artrite reumatoide.

Sintomas da Artrite Reumatoide

Os sintomas mais comuns da artrite reumatoide são:

  • Cansaço;
  • Perda de peso;
  • Rigidez matinal;
  • Dor nas articulações dos dedos das mãos e pés;
  • Dor nas articulações dos joelhos e tornozelos;
  • Dor nas articulações dos cotovelos e ombros;
  • Dor, calor e inchaço nas articulações;
  • Dor nos quadris;
  • Febre;
  • Nódulos reumatoides (caroços firmes sob a pele dos braços);
  • Deformidade das articulações;

Nem todas as pessoas acometidas pela doença terão todos os sintomas da artrite reumatoide ao mesmo tempo. Os sintomas da artrite reumatoide pode desaparecer e reaparecer, e ainda variar em termos de gravidade. As crises podem alternar-se em períodos com menos dor e inchaço — chamado de remissão relativa.

Diagnóstico da Artrite Reumatoide

Artrite reumatoide diagnostico
Diagnosticando a artrite reumatoide

O histórico médico pessoal e familiar do paciente ajudam na descoberta da artrite reumatoide. Também é feito exames clínicos para que o médico possa examinar as juntas e descobrir se os membros estão quentes, inchados, se o paciente sofre dor e limitações ao realizar os movimentos.



Em pacientes com a doença estabelecida, eles precisam ter 4 dos critérios abaixo, para completar o diagnóstico:

  1. Rigidez nas articulações ao acordar, com duração de 1 hora pelo menos.
  2. Artrite de mãos e punhos.
  3. Artrite em 3 articulações ao mesmo tempo.
  4. Artrite simétrica.
  5. Nódulos subcutâneos.
  6. Alterações nas radiografias de mãos e punhos, tipicamente de artrite reumatoide.
  7. Análise de sangue positiva para o fator reumatoide.

Também é necessário que os critérios do 1 ao 4 estejam presentes por, no mínimo, 6 semanas.

Tratamentos para a Artrite Reumatoide

A artrite reumatoide não tem cura, mas muitos tratamentos são indicados para aliviar as dores e controlar a doença, podendo, inclusive, torná-la inativa.

Dentre os tratamentos para a artrite, estão fisioterapia, exercícios e hábitos saudáveis que, juntamente a medicamentos, podem contribuir para um melhor resultado. Entre as classes medicamentosas, incluem:

Drogas antirreumáticas modificadoras da doença (DMARDs)

Penicilamina, sulfassalazina, azatioprina, hidroxicloroquina, metotrexate, ciclosporina, leflunomide e sais de ouro são os principais remédios utilizados. Essas drogas diminuem a inflamação e impedem a progressão da deformidade dos membros.

Algumas delas são drogas imunossupressoras e não devem ser usadas sem o conhecimento do médico.

Anti-inflamatórios não esteroides (AINES)

Esses medicamentos aliviam os sintomas da artrite reumatoide. Ibuprofeno e Naproxeno são as drogas anti-inflamatórias mais usadas para combater os efeitos da artrite, ainda que provoquem muitos efeitos colaterais, se usadas por longo período. Essas drogas, diferente das antirreumáticas, não impedem as lesões que deformam as áreas afetadas.

Remédios com Corticoides

Indicadas no início do tratamento junto com os AINES, os corticoides oferecem rápido alívio, reduzindo o processo inflamatório, mas seu uso, além de restrito, proporciona vários efeitos colaterais.

O corticoide mais conhecido para a artrite reumatoide é o Prednisona, podendo ser via oral ou injetadas diretamente nas articulações atingidas pela artrite.

Modificadores da resposta biológica

Os modificadores têm efeito imunossupressor, com ação mais rápida que os DMARDs, capazes de agirem diretamente nas células envolvidas na artrite. Mas apesar dessa resposta ser muito mais rápida que outros medicamentos, essas drogas são muito caras, beirando a 15 mil dólares anuais e, por isso, são apenas indicadas em casos mais graves, que não responderam a outras terapias.

Infliximab, Adalimumab, Anakinra, Rituximab e Etanercept são algumas das principais drogas deste grupo.

Existe tratamento alternativo para a artrite reumatoide?

Não existe nenhuma comprovação científica sobre o uso de medicina alternativa no tratamento contra a artrite reumatoide. Homeopatia, acupuntura, medicamentos à base de colágeno ou cartilagem de tubarão não apresentam benefícios para quem sofre de artrite.

Dicas para aliviar os sintomas da Artrite Reumatoide

Ainda que seja uma doença autoimune e crônica, alguns hábitos específicos podem ajudar a aliviar as dores da artrite reumatoide.

Dormir bem

Ter uma boa noite de sono contribui para o organismo se proteger contra gripes, resfriados ou estresse, além de controlar os sintomas da artrite reumatoide.

Fazer exercícios

exercicios para artrite reumatoide
Exercícios na prevenção da Artrite Reumatoide

Para evitar a atrofia dos membros e a limitação dos movimentos, é importante praticar exercícios e fisioterapia, sempre seguindo orientações médicas.

Controlar o peso

Como o problema no coração pode ser uma das complicações da artrite reumatoide, é bom saber que o sobrepeso tende a acelerar a degeneração das articulações, levando a doenças do coração, e a outros problemas como diabetes, hipertensão e colesterol alto.

Mudar de posição

Quem sofre de artrite reumatoide não pode passar horas na mesma posição. Evite ficar sentado por muito tempo. Caso trabalhe em escritório ou em qualquer ambiente que exija que você esteja sentado, não deixe de se alongar.

O tempo que a pessoa passa imóvel favorece ao aumento da sensibilidade e à distensão do local afetado. Isso acontece porque há um acúmulo de líquido no interior da articulação inflamada.

Dúvidas sobre a artrite reumatoide? Comente e curta a nossa página do Facebook!


5 (100%) 16 votes