O que é o Câncer de mama, sintomas e causas.

Muitos dizem que o câncer é a doença do século, já que é possível encontrar várias pessoas que conhecem pelo menos alguém que já tenha tido esta doença. O câncer de mama pode ser um dos mais encontrados nos brasileiros.

O câncer de mama nada mais é que um tumor maligno que cresce rapidamente e o seu desenvolvimento é nos seios. Esta doença é comum entre as mulheres, sendo uma das causas responsáveis por muitas mortes anualmente, conforme divulgado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Além disso, muitas pessoas pensam que somente as mulheres podem ter o câncer de mama, porém é um ledo engano, já que esta doença também pode atingir os homens.

O que é Câncer de mama?

O câncer de mama, como dito anteriormente, é um tumor maligno acometido mais em mulheres.  Este tumor é causado devido a multiplicação de diversas células que são consideradas anormais na mama.

o que é câncer de mama
Saiba o que é o câncer de mama e veja como deve trata-lo após o diagnóstico

É muito raro encontrar mulheres que tenham a doença antes dos 35 anos de idade. Inclusive, é preciso ressaltar que não são todos os tumores encontrados na mama considerados malignos, já que na sua grande maioria, os nódulos encontrados na região são considerados benignos, porém, esta confirmação somente pode ser realizada por meio de exames solicitados pelo profissional competente.

Sintomas do câncer de mama

Antes de citar alguns dos sintomas, é necessário que as pessoas tenham a consciência da necessidade de estar sempre realizando exames como a mamografia, ultrassom ou até mesmo ressonância magnética, já que é a forma mais rápida e fácil de realizar a constatação.

Além de estar sempre em dia com os exames de verificação, é aconselhável também que seja feito o exame de toque, e caso encontre alguma alteração, procure imediatamente um médico, pois quanto mais rápido começar a realizar o tratamento, mais chances de cura haverá.

Abaixo listamos alguns dos principais sintomas desta terrível doença:

  • Sensação de dor ou inversão do mamilo
  • Vermelhidão ou descamação do mamilo ou da pele do seio
  • Surgimento de caroços no seio ou até mesmo nas axilas.  Estes nódulos ao serem pressionados podem causar dor ou não.  Alguns podem ser duros, macios, redondos ou até mesmo irregulares.
  • Aparecimento de secreção no mamilo
  • Inchaço nos seios, e em algumas ocasiões pode ficar avermelhado e até mesmo quente.
  • Em alguns casos, a pele fica com a aparência semelhante à casca de uma laranja.

Câncer de mama no homem

Os homens também podem ter o câncer de mama, já que possuem tecido mamário, porém esta doença é mais rara entre os homens.De todo modo, é aconselhável ter os mesmos cuidados que as mulheres.

Os sintomas e tratamentos são os mesmos das mulheres.

Quais são os tipos de câncer de mama

As pessoas pensam que o câncer de mama é único, porém estão enganados, já que existem 4 tipos diferentes, sendo que o carninoma ductal, o mais comum.

Carninoma Ductal

Este é o tipo de câncer mais comum nas pessoas, já que acontece nas células do ducto mamário, ou seja, no canal em que é transportado o leite materno.

Este tipo de câncer pode ser in situ ou invasivo.

É denominado de in situ, aquele nódulo que está ainda pequeno e que não possui o potencial de se desenvolver em várias partes do corpo.  Além disso, é assim chamado, porque possui uma rede que não permite que as células cancerígenas se espalhem pelo corpo.

É denominado invasivo quando há a possibilidade das células cancerígenas se espalhar pelo corpo, seja pelo sangue ou pelo sistema linfático. Este tipo de câncer é considerado o mais difícil de ser tratado e curado.

Carcinoma lobular

Este câncer também é comum, porém nem tanto quanto o Ductal. Ele atinge os lóbulos mamários, que tem a responsabilidade de fabricar o leite materno.

Há também duas espécies: in situ ou invasivo e que são parecidos com o Carcinoma Ductal, ou seja, a espécie invasivo é aquele que a probabilidade de cura é menor e o in situ é aquele que há um determinada forma de segura que as células cancerígenas se espalhem pelo corpo.

Inflamatório

Este tipo de câncer é raro. Não há nódulos, somente alterações no tecido, ou seja, é possível ver a pele com a coloração vermelha, inchada e febril.

Esta coloração surge porque as células cancerígenas causam a interrupção do fluxo dos vasos linfáticos.

Este tipo de câncer é bem agressivo, já que as células contaminadas conseguem se espalhar rapidamente pelo corpo. Os sintomas do câncer inflamatório são: coceira, a mama fica maior e mais dura, além de ter também a aparência de uma casca de laranja.

Doença de Paget

Este tipo de câncer também é raro. Ele inicia nos ductos da mama e  depois se espalha pela pele do mamilo e aréola.

Algumas pessoas sequer possuem sintomas, porém, quando alguém tem este tipo de câncer, é comum sentir os seios mais sensíveis, assim como ter coceira.

Por isso, há a necessidade de estar realizando exames, se possível anual, para se for o caso, começar o tratamento.

Autoexame de mama

É extremamente necessário que as mulheres se conscientizem sobre o autoexame. Através dele, também é possível detectar os nódulos que podem ser malignos.  É aconselhável realizar o procedimento mensalmente e sempre depois do período menstrual.

Inclusive, não se pode fazer do autoexame uma forma de saber se tem ou não a doença, já que há aquelas que sequer são perceptíveis ao toque.

Portanto, o ideal é visitar todos os anos um ginecologista ou um mastologista para fazer os exames necessários para ter a certeza de que está livre da doença.

Fatores de risco e complicações no câncer de mama

Para que uma pessoa possa ter a doença, é necessário a junção de vários fatores de risco, como idade, genética, menstruação, histórico familiar, gênero, entre outros. Ademais, mesmo tendo os fatores, não quer dizer que terá a doença, mas é uma probabilidade de vir a ter.

Inclusive, há fatores que estão relacionados ao modo de vida, como consumo de pílulas anticoncepcionais, reposição de hormônios, obesidade, consumo de álcool e outros.

Exames e Diagnóstico do câncer de mama

Um exame preventivo mas que não é garantido, é o autoexame, conforme falado anteriormente, que pode ser feito pela própria mulher. O ideal é que seja feito mensalmente.  Porém, é necessário também que anualmente seja realizada uma consulta com o profissional especializado, justamente para que possa saber se está com a saúde em dia, já que quanto mais rápido souber, haverá maior probabilidade de cura, caso seja descoberto no estágio inicial.

diagnóstico câncer de mama
Deve realizar o exame anual para que tenha a certeza de estar livre do câncer de mama

Agora o diagnóstico do câncer nas mamas somente é dado por meio de uma biópsia, que é realizada por um patologista, profissional especializado que dirá se há um câncer ou não naquele local.

Você também pode gostar destes artigos:

Tratamento do câncer de mama

O primeiro pensamento que a pessoa diagnosticada com o câncer é que, dependendo da situação, há possibilidade de cura e tem que correr atrás desta.

Portanto, assim que houver o diagnóstico, tem que começar imediatamente o tratamento.  Para os casos de câncer de mama, existem dois tipos: Clínico e o cirúrgico.

Se o indicado for a cirurgia, haverá a retirada da mama ou até mesmo parte dela.

Já o tratamento clínico, dependerá de saber qual o ideal para o estágio que a pessoa está, ou seja, se será feito sessões de quimioterapia, radioterapia ou hormonais. Este tipo de tratamento é realizado logo após o cirúrgico.

Há mulheres que optam em realizar a reconstrução da mama, por causa da auto estima ou até mesmo por influência psicológica.

Prevenção do câncer de mama

Não há como se prevenir do câncer de mama e justamente por isso, o melhor a ser feito é estar sempre fazendo o autoexame, assim como estar realizando os exames prescritos pelo profissional da área, pois quanto mais rápido houver o diagnóstico, melhor.

Além disso, mulheres com idade superior a 35 anos tem que ter mais cuidados e portanto, sempre verificar a saúde, pois se assim não fizer, e mais a frente for constatado um câncer em estágio avançado, se arrependerá por não ter realizado constantemente os exames, pois neste estágio a probabilidade de cura é quase que remota.

Câncer de mama tem cura?

O câncer está sendo considerado a doença do século XXI e que tem cura, desde que tenha sido rapidamente diagnosticado, justamente para que haja o início imediato do tratamento da portadora da doença.

De todo modo, é por isso que tem sido intensificado as campanhas referente ao câncer, não só o de mama e também não só os que afetam mais as mulheres, mas também aos homens, pois muitas são as pessoas que não possuem ou possuíam conhecimento dos sintomas e sinais desta doença.

Quando o profissional especializado diagnosticar o câncer, é necessário a busca pelo profissional que irá dar início ao tratamento ideal, seja ele o cirúrgico, o quimioterápico, a hormonoterapia ou até mesmo a radioterapia.

Com o diagnóstico do câncer, muitas pessoas ficam tristes e desanimadas, apesar de ser um momento muito difícil na vida do paciente, jamais pode ser perdida a esperança na obtenção da cura, pois isso é primordial.

Gostou deste artigo sobre câncer de mama? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!

5 (100%) 35 votes