Angioplastia Coronária: conheça o procedimento que pode evitar infarto

Angioplastia coronária é um procedimento cirúrgico comumente usada para quem sofre de angina — dor no peito causada por baixo fluxo de oxigênio ao coração — e que, por vezes, é confundida com cateterismo cardíaco.

A diferença entre cateterismo e angioplastia é que o cateterismo é um exame para detectar problemas mais graves no coração com a introdução de um cateter até o órgão, que determina a necessidade do paciente de apenas tomar medicamentos, desobstruir as artérias ou ser necessário a cirurgia para implantar ponto de safena. Ou seja, a angioplastia, para ser é realizada, depende do cateterismo.

Agora que você sabe a diferença entre cateterismo e angioplastia, vamos entender como
funciona a cirurgia de angioplastia coronária, para quem é indicada, os procedimentos pré e pós-operatório e se existem riscos ao paciente.

O que é angioplastia coronária?

Angioplastia é uma técnica pouco invasiva que consiste em evitar problemas graves no
coração e muito usada em pacientes com angina. A cirurgia serve de alerta para pessoas que abusam de uma alimentação gordurosa, sedentarismo, cigarro ou álcool, pois a obstrução de artérias pode levar o paciente ao infarto.

Para que serve a cirurgia de angioplastia

Pacientes que sofrem de dores no peito provocadas por mínimo esforço e com duração de 20 minutos ou mais precisam procurar ajuda médica. As dores no peito podem ser sinais comuns de angina ou sintomas de infarto.

Para que não haja complicações, como outras doenças cardiovasculares, a angioplastia é o
método mais utilizado, pois serve para obstruir as artérias, liberando a passagem de fluxo
sanguíneo e, assim, oferecer melhores condições de vida ao paciente. Dependendo dos
hábitos do paciente, ele pode nunca mais sofrer os mesmos riscos.

Como é feito o procedimento da angioplastia

A angioplastia é um procedimento considerado simples. O médico vai introduzir um cateter
através de uma incisão na virilha e levá-lo até a artéria coronária obstruída. Ao chegar lá, o
balão do cateter infla, rompe as placas de gordura e desentope as artérias.

Como é feita a angioplastia
Como é realizado o procedimento de Angioplastia

Outro método da cirurgia para desentupir veias do coração é o uso do stent pela angioplastia. Stent é uma malha de aço muito fina também usada para liberar passagem de sangue para as veias coronárias. A diferença desse método para a angioplastia sem stent é que a malha de aço ficará na artéria por longo prazo, a fim de evitar futuras obstruções. Saiba se há riscos na angioplastia com stent logo abaixo.

Vantagens e desvantagens da angioplastia com stent

Algumas vezes é necessário o uso de stents para evitar futuras obstruções da artéria, mas há riscos quanto ao método, tais como:

  • Trombose (entupimento de um coágulo no vaso sanguíneo);
  • Um novo estreitamento do vaso sanguíneo, chamado de reestenose;
  • Infarto;
  • AVC;

Apesar dos riscos serem assustadores, a angioplastia com stent raramente leva o paciente à morte, e os riscos dependem do tipo de stent: stent farmacológico (com drogas) e o convencional (não farmacológico) e cada um tem suas vantagens e desvantagens. Saiba quais:

Vantagem e desvantagem dos stents com drogas

A principal vantagem é a menor chance de uma reestenose. Já a desvantagem fica por conta do preço e uma grande possibilidade de trombose tardia do stent (formação de coágulos tardios). Por causa disso, o médico receita o ácido acetilsalicílico e o clopidogrel, dois medicamentos que evitam que as plaquetas acumulam-se no sangue.

Vantagem e desvantagem dos stents sem drogas

A vantagem do uso dos stents sem drogas é o preço (bem menor do que o stent farmacológico) e a menor possibilidade de ocorrer coágulos tardios. A única desvantagem, até o momento, é que esse método de stent convencional pode não ser eficiente contra a reestenose.

Preços da angioplastia

A angioplastia coronária pode ser realizada pelo SUS, mas o recomendado é que seja feita através do plano de saúde, entretanto, é importante saber se o seu plano cobre a cirurgia. Os preços para fazer a angioplastia com stent variam de R$ 10 mil a R$ 15 mil reais, lembrando que os stents farmacológicos são os mais caros.

Cuidados com o Pré-operatório da Angioplastia

Os cuidados que o paciente precisa ter no pré-operatório, ou seja, antes de fazer a cirurgia de angioplastia incluem:

  • Suspender o uso de anticoagulantes orais por 7 dias antes da realização da angioplastia, a fim de não ocorrer sangramentos;
  • Suspender o medicamento metformina (usado no tratamento da diabetes melito) por 48 horas, para não lesionar o rim (devido a interação com o contraste);
  • Jejum de 8 horas;
  • Estar acompanhado de algum familiar;
  • Tomar medicamentos anti-histamínicos e corticoides orais, caso tenha alergia ao contraste;
  • Lembrar de tomar remédios receitados caso sofra de disfunção renal ou tenha risco de
    desenvolvê-la. A hidratação com soro fisiológico pode ser recomendado. Pacientes com
    problemas renais crônicos precisam fazer diálise um dia antes ou após o exame.

Pós-operatório da Angioplastia

A intervenção cirúrgica dura no máximo 60 minutos e o paciente permanece internado durante 24h ou 48h. O processo de cicatrização após a artéria ser dilatada e obstruída leva em média 30 dias, e os cuidados com o pós-operatório da angioplastia depende da situação do paciente, sendo determinados pelo médico.

pós operatorio angioplastia
Pós operatório da angioplastia

No entanto, é mais comum o paciente receber a recomendação de repousar por 2 dias. Além disso, alguns cuidados extras podem ser determinantes para o procedimento ser um sucesso:

  • Não fazer grandes esforços físicos por pelo menos 2 semanas;
  • Não fumar;
  • Evitar excessos no álcool e açúcar;
  • Reduzir o consumo de alimentos que possam elevar o colesterol.

Essas práticas colaboram para que não haja um novo acúmulo de placas de gordura nas artérias, já que a angioplastia coronariana com stent não representa cura.

Riscos da angioplastia

A angioplastia é feita com contraste, uma substância que, em contato com o órgão, ajuda o
médico a enxergar o problema que atinge o coração. Entretanto, é preciso observar as
complicações do uso do contraste, são elas:

  • Insuficiência renal

Quem sofre de hipertensão ou diabetes, poderá sofrer também de danos renais, algo comum para esses pacientes, mas o uso do contraste piora o quadro, gerando a insuficiência renal.

  • Alergias

O contraste na angioplastia coronariana pode não ser bem recebido para alérgicos. Mas isso depende do grau da alergia. Em todo o caso, 0,1 % dos pacientes tem choque anafilático com risco de morte. Avise ao seu médico caso tenha tido alergia em algum outro exame no qual foi usado o contraste.

  • Problemas cardiovasculares

Antes de serem submetidos a angioplastia, os pacientes são medicados com antiplaquetários ou antitrombóticos, para reduzir as chances de um coágulo se formar.

A associação desses remédios com o efeito da angioplastia coronariana já foi causa de cirurgia cardiovascular em 1,5% dos casos, mas no geral, pode provocar sangramentos,
pseudoaneurisma e hematomas.

Gostou deste conteúdo completo sobre angioplastia? Comente e curta nossa página do
Facebook!

5 (100%) 74 votes