Cirurgia de pálpebras: como é feita, indicações e preço.

A cirurgia de pálpebra é chamada de blefaroplastia. É uma cirurgia plástica que visa melhorar a aparência das pálpebras, retirando o aspecto de cansaço do rosto, rejuvenescendo – o.

É uma cirurgia de baixo risco e rápida para o padrão de outras cirurgias plásticas. Feita por um cirurgião plástico especializado ou oculoplástico, a blefaroplastia é pouco invasiva e tem um pós – operatório tranquilo.

Para esse procedimento o cirurgião vai analisar principalmente a anatomia das pálpebras para identificar a necessidade de uma possível cirurgia.

 

Indicações da cirurgia de pálpebras

A blefaroplastia é indicada para o tratamento da flacidez da pele nas pálpebras, que cria dobras transformando o contorno dos olhos, criando um olhar entristecido e envelhecido.

A cirurgia de pálpebras também é usada no tratamento da ptose palpebral, que pode afetar a visão devido à pele caída na pálpebra superior.

O excesso de pele, rugas e bolsas de gordura sob as pálpebras inferiores gera um aspecto de cansaço e envelhece o rosto. Para eliminar esse problema é feita a cirurgia da pálpebra inferior.

cirurgia de palpebras
A cirurgia das pálpebras é indicada para homens e mulheres, normalmente acima dos 30 anos (mas não é uma regra),

Esse procedimento também trata olheiras, edemas, “pés de galinha” e linhas de expressão, suavizando esses sinais do tempo tornando o rosto mais jovial.

A cirurgia das pálpebras é indicada para homens e mulheres, normalmente acima dos 30 anos (mas não é uma regra), que estejam em boas condições gerais de saúde e com a pele saudável.

 

Contraindicações à cirurgia nas pálpebras.

Pacientes que sofrem com pressão alta, diabéticos e doenças cardiovasculares devem passar por uma avaliação mais rigorosa, com exames, para verificar os riscos para a cirurgia.

Pessoas com doenças oculares como glaucoma, olho seco e deslocamento de retina devem ser avaliadas por um oftalmologista especialista, o oculoplástico.

Outros problemas de saúde como hiper ou hipotireoidismo e o tabagismo devem ser informados ao médico durante a consulta de avaliação para cirurgia. O estado de saúde do paciente é fundamental para garantir que o procedimento terá os efeitos desejados.

Ao avaliar esse paciente, o cirurgião saberá qual o melhor procedimento a ser utilizado no paciente e se é indicada a cirurgia a ele ou não.

 

Como é feita a cirurgia nas pálpebras?

O paciente que for se submeter a cirurgia deve seguir as recomendações, do pré e pós operatório, corretamente para garantir bons resultados.

A cirurgia das pálpebras é relativamente rápida com uma duração média de duas horas, estando o paciente liberado após recuperar – se da anestesia.

A cirurgia é realizada com anestesia local na maioria dos casos e anestesia geral em casos específicos, a decisão é do médico. Os pacientes são sedados para que tenham maior conforto durante o procedimento.

Na blefaroplastia são feitas incisões nas dobras das pálpebras superiores permitindo o reposicionamento dos depósitos de gordura, contratação dos músculos e tecidos e remoção da pele em excesso.

As incisões também são feitas logo abaixo dos cílios, nas pálpebras inferiores, permitindo a remoção das bolsas de gordura, linhas de expressão e excesso de pele, deixando as cicatrizes escondidas dentro das linhas naturais da pálpebra, se tornando imperceptíveis.

cirurgia de palpebras
O paciente que for se submeter a cirurgia deve seguir as recomendações, do pré e pós operatório, corretamente para garantir bons resultados.

Após os procedimentos é feita suturas removíveis ou absorvíveis sobre a pele ou colocado adesivos. A coloração escura das pálpebras inferiores pode ser removida com peeling químico ou a laser.

Os resultados aparecerão gradualmente à medida que os hematomas e inchaços diminuem. A eficácia do procedimento vai depender de um pós – cirúrgico bem feito.

Após o procedimento os olhos devem ficar de repouso de 3 a 5 dias, podendo ser cobertos com gases. Usar óculos escuros para evitar que a luz natural e o vento atinjam os olhos e não se expor ao sol por 30 dias ajudam na recuperação eficiente da cirurgia e no bom resultado da mesma. Especialistas indicam a utilização de pomadas lubrificantes para evitar ressecamento dos olhos.

Na hora de dormir, o paciente deve ficar de barriga para cima por duas semanas, após esse período já poderá dormir de lado. Quem usa lente de contato deverá evita – lo nos primeiros dez dias.

O resultado final do procedimento aparecerá após algumas semanas e pode levar até um ano para que a cicatrizes desapareçam totalmente.

 

Preço da cirurgia nas pálpebras?

Os custos da cirurgia podem variar de acordo com vários fatores como a experiência do profissional e tipo de procedimento realizado, gastos com o hospital ou centro cirúrgico, honorários do anestesista, exames e medicamentos.

A faixa de preço para esse tipo de cirurgia varia de R$1.500,00 a R$7.000,00.



 

Cuidados de prevenção com a pele das pálpebras e do rosto.

O envelhecimento da pele, especialmente a do rosto, é algo que não se pode evitar, mas há cuidados que devem ser tomados para proteção da pele e retardar esse processo.

Proteção contra o sol com uso de filtro solar ou cremes com fator de proteção, a partir dos 20, anos é fundamental para resguardar a pele das marcas do envelhecimento. Para área das pálpebras já existem produtos específicos que cuidam dessa pele mais sensível.

Evitar o fumo pode proteger a pele do envelhecimento precoce, acelerado em até cinco vezes por esse hábito danoso.

Limpeza e hidratação do rosto ao final do dia é fundamental para proteger a pele da ação de agentes nocivos a ela como poluição e o clima. Limpar e hidratar devem ser hábitos diários a partir dos 20 anos.

Usar cremes específicos para região dos olhos ajuda a prevenir as linhas de expressão. Há no mercado produtos específicos que ajudam a pele dessa região a manter a elasticidade e firmeza. A partir dos 25 anos já é recomendável o uso desses cremes.

Você também pode gostar destes artigos:

Os cuidados com as sobrancelhas também ajudam a evitar a flacidez da pele das pálpebras. Evitar a cera quente devido aos traumas causados na pele é fundamental para mante – la firme.

Fazer tratamentos com peeling ajuda a remover a pele morta e dá mais brilho a ela. Esse procedimento não tem idade definida para ser iniciado e pode ser feito a laser ou com ácido. Procure um dermatologista para fazer a indicação do melhor tipo de peeling para a pele.

A toxina butolinica (o famoso botox), é outro procedimento estético que ajuda no tratamento de rugas e linhas de expressão, amenizando – as. Também deve ser feito sob orientação de um dermatologista que irá avaliar a necessidade do tratamento.

Assim como o botox, o preenchimento é outro procedimento estético que ajuda no tratamento de rugas profundas e depressões na pele que envelhecem o rosto. É feito com ácido hialurònico sob supervisão de especialista que vai avaliar a necessidade conforme a profundidade dessas rugas e marcas na pele.

Beber muita água, ao menos 3 litros por dia, ajuda na manutenção da pele viçosa e radiante. A água ajuda a eliminar as toxinas do organismo que ao não serem eliminadas pelo sistema digestivo, ficam retidas no organismo e são eliminadas através da pele nas famosas acnes e cravos e deixam a pele mais ressecada, o que facilidade o envelhecimento precoce.

Ao cuidar da pele com uma alimentação saudável e ingerindo bastante líquido, conseguimos evitar doenças maléficas como o câncer de pele e ainda mantemos a juventude desse que é o maior órgão do nosso corpo.

Gostou deste artigo sobre cirurgia de pálpebras? Então deixe um comentário e curta  O universo da saúde no Facebook!

 


5 (100%) 51 votes