Home / Doenças / Doenças do Sistema Digestorio / Constipação intestinal: conheça as causas e tratamentos para a prisão de ventre

Constipação intestinal: conheça as causas e tratamentos para a prisão de ventre

Constipação intestinal, popularmente conhecida como prisão de ventre, caracteriza-se pela dificuldade em evacuar ou pela evacuação de pouca frequência.

A grande maioria das pessoas já tiveram ou têm um episódio de intestino preso da forma aguda (casos isolados e de curta duração), e uma outra parte desenvolve a constipação intestinal crônica (intensa e duradoura).

Neste artigo vamos explicar sobre a constipação intestinal, abordando suas causas, sintomas, tratamentos e remédios caseiros.

O que é constipação intestinal?

É o nome que se dá ao intestino preso, um problema gastrointestinal que dificulta a evacuação, muitas vezes, sendo necessário muito esforço para defecar.

A evacuação, para ser considerada normal, precisa ser 3 vezes por dia ou por semana, entretanto, mesmo que uma pessoa consiga evacuar dentro desses limites, a constipação pode existir por outros tipos, como sensação de evacuação incompleta, dor e sangramento ao defecar.

Tipos

Para entender o que é de fato a constipação, vamos exemplificar os seus tipos que servem de critérios no diagnóstico do intestino preso, chamados de critérios de Roma III.

Tipo 1

A cada 4 evacuações, uma precisa se enquadrar nestes critérios para ser considerada constipação:

  • Sensação de bloqueio das fezes;
  • Sensação de esvaziamento incompleto;
  • Menos de 3 evacuações por semana;
  • Esforço para defecar;
  • Fezes endurecidas ou em “bolinhas”;
  • Necessidade de massagem para facilitar a evacuação.

Tipo 2

Usar laxantes ou chás para amolecer as fezes.

Tipo 3

Não ser causada pela síndrome do intestino irritável.

Diagnóstico

Os critérios de Roma III podem não ser suficientes para diagnosticar uma constipação, a menos que os sintomas sejam clássicos e afetem jovens saudáveis e mulheres sem nenhum problema durante o exame físico.

Se os sinais indicarem outra patologia, como sangramento nas fezes, diarreia e constipação, perde de peso involuntária, anemia, etc, pode ser sinal de que há algum problema sério por trás do intestino preso.

O médico poderá solicitar exames de toque retal, colonoscopia (exame do cólon e reto para descobrir a origem da prisão de ventre) e manometria anorretal (avalia se o músculo do esfíncter anal está funcionando e se é a fraqueza muscular que provoca a constipação).

Também há outro exame que consiste no paciente engolir 24 cápsulas, chamadas de marcadores, e fazer uma radiografia ao final de 6 dias. Se ao menos 5 marcadores permanecerem no cólon após este prazo, é sinal de que o intestino está lento.

Sintomas de constipação intestinal

Os sintomas são os relatados nos critérios de Roma III: sensação de evacuação incompleta, uma evacuação que demanda esforço, necessidade de usar as mãos para massagear e facilitar a saída das fezes e defecar menos de 3 vezes por semana.

Isto significa que se você não evacua durante 3 dias, mas no quarto dia as fezes saem normais, isso não configura constipação, e sim, um padrão diferente de cada indivíduo.

Essa afirmação derruba o mito de que é preciso defecar diariamente, caso contrário, o corpo absorveria as toxinas das fezes, causando problemas de pele. Como não é todo mundo que o faz todos os dias, tem-se a ideia de que está com o intestino preso, levando as pessoas a consumir laxantes de forma exagerada.

O consumo desenfreado de laxantes pode causar prisão de ventre em pessoas saudáveis.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Causas de constipação

A constipação ocorre quando o trânsito está lento, dificultando a saída das fezes e, por isso, tornando-as duras e ressecadas.
As causas mais comuns para o intestino preso são:

  • Sedentarismo;
  • Pouca ingestão de líquidos;
  • Dieta pobre em fibras;
  • Estresse;
  • Imobilidade (pessoas que precisam ficar deitadas);
  • Alterações na rotina, como viagens;
  • Uso abusivo de laxantes;
  • Gravidez;
  • Segurar as fezes quando sente vontade de evacuar.
  • Doenças que podem causar a constipação:
  • Hipotireoidismo;
  • Mal de Parkinson;
  • Diabetes mellitus;
  • Depressão;
  • Síndrome do intestino irritável;
  • Câncer do cólon ou reto;
  • AVC;
  • Anorexia nervosa;
  • Esclerose múltipla;
  • Distúrbios de ansiedade;
  • Lesão na medula.
Beber agua constipação intestinal
A constipação intestinal pode ser causada pela falta de ingestão de água

Alguns medicamentos também podem elevar o risco de prisão de ventre, tais como os suplementos de ferro, analgésicos derivados da morfina, anti-histamínicos, anti-inflamatórios, antidepressivos, antiespasmódicos, anti-hipertensivos, dentre outros.

Grupos de risco

Pessoas acostumadas a consumir muito mais alimentos industrializados, tem grandes chances de sofrer com intestino preso.
Qualquer alimento industrializado perde seus nutrientes, os quais incluem as fibras, durante o processamento. Comida de fast-food, congelados, salgadinhos do tipo snack são alimentos que precisam ser consumidos moderadamente, dando preferência a produtos integrais.

Tratamentos para constipação

O tratamento mais indicado nesses casos é a mudança na dieta. Consumir fibras (granola, cereais, farelo de trigo), legumes, frutas (especialmente as ameixas pretas, o mamão e o kiwi) e verduras são maneiras de evitar ou tratar a constipação intestinal.

Também é recomendado a ingestão de pelo menos 1,5 litro de água diariamente e alguma atividade física, a fim de fortalecer os músculos do intestino e do abdômen.

Como prevenir constipação intestinal?

A prevenção segue a mesma recomendação do tratamento: consumo de frutas, legumes, verduras e cereais, além de boa ingestão de água e a prática de exercícios físicos.



A atividade muscular intestinal é estimulada pela água e atividade física, enquanto as fibras auxiliam na formação do bolo fecal.

Remédios caseiros para constipação intestinal

Os remédios farmacêuticos podem causar efeitos colaterais se ingeridos por longos períodos, portanto, muitas pessoas optam por remédios caseiros que podem ser tão ou mais eficazes do que um laxante. Veja a seguir:

1. Suco de laranja com mamão

  • Ingredientes

½ mamão papaia;
Suco de uma laranja;
2 colheres (sopa) de mel.

Retire a casca e as sementes do mamão e coloque a fruta no liquidificador junto do suco da laranja e o mel. Bata tudo e beba no café da manhã.

2. Shake de aveia

A aveia é muito rica em fibra, sendo a maior aliada contra a contipação.

  • Ingredientes
Shake de aveia constipação intestinal
Shake de aveia pode ser um tratamento natural para a constipação intestinal

1 colher de aveia;
1 colher (chá) de levedo de cerveja;
½ colher (sopa) de gérmen de trigo;
1 copo de leite desnatado;
1 colher (sopa) de mel.

Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba durante o café da manhã ou antes de dormir. Se quiser, pode acrescentar alguma fruta, como laranja ou manga.

3. Vitamina de espinafre

O espinafre ajuda a regular a digestão e o intestino, limpando e regenerando totalmente o trato gastrointestinal.

  • Ingredientes

1 xícara de espinafre cru (30 g);
½ xícara de água (125 ml).

Lave o espinafre muito bem e bata no liquidificador junto com a água. Beba 2 vezes ao dia, em jejum e ao entardecer.

Caso este artigo sobre constipação intestinal tenha lhe ajudado, deixe um comentário e curta O universo da saúde no facebook!


Veja!

diarreia: como parar,causas, tratamentos e cuidados

Diarréia

A diarreia é um problema bastante comum que se caracteriza pela evacuação de fezes pastosas …