Depilação

Prática cotidiana de muitas mulheres brasileiras (e de cada vez mais homens também), a depilação já não é mais considerada somente uma manifestação de vaidade, mas de higiene e cuidado com o próprio corpo.

Existem diversas formas de realizar esse procedimento estético e para escolher uma delas é importante considerar a sua rotina, seu tipo de pele, de pelos, grau de sensibilidade, existência de alergias praticidade e velocidade com que os pelos crescem novamente.

Tipos de depilação

Depilação com luz pulsada

Trata-se de uma técnica com emissão de diferentes intensidades de luzes, que permitem não só a remoção dos pelos. A depilação com luz pulsada, por isso, vem sendo também indicada para processos de clareamento da face, axilas e virilha, apresentando resultados logo a partir da segunda sessão.

É possível fazer depilação com luz pulsada em qualquer área do corpo. Os pelos não caem imediatamente após a aplicação da luz, mas vão enfraquecendo e o crescimento deles vai diminuindo gradativamente ao longo de uma série de sessões, estimadas de acordo com cada caso. É considerado um procedimento indolor.

O interessante é que entre uma sessão e outra é indicado usar outros métodos de depilação que apenas raspam ou aparam os pelos. Não haverá interferência no tratamento com luz pulsada, pelo contrario, irá facilitar a remoção dos pelos.

A depilação por luz pulsada depende da identificação do alvo melanina/pigmento pela luz, por isso pelos muito claros, descoloridos ou brancos não sofrem os efeitos. Pelo mesmo motivo, esse tratamento não é indicado a pessoas que tem pele muito pigmentada ou bronzeada, devido ao risco de queimaduras, nem parte da pele a ser depilada com tatuagens.

Pode haver uma certa inconveniência no caso de quem gosta muito de ir à praia, ou realiza atividades ao ar livre: é a restrição quanto a exposição ao sol. Cada vez que você se expõe ao sol, precisa aguardar 30 dias para fazer uma nova sessão. Após uma sessão de depilação de luz pulsada, a recomendação é esperar 7 dias para tomar sol novamente.

Outra recomendação importante é fazer uma hidratação da pele depois da sessão, com um creme hidratante suave e sem álcool ou com gel calmante.

Depilação egípcia

Também conhecida como depilação com linha, a depilação egípcia é uma prática que se popularizou recentemente e já conquistou preferencia de muitas pessoas. Recomendado a peles mais sensíveis e para depilação em áreas pequenas, como buço e sobrancelhas.

A depilação egípcia remove os pelos desde o raiz, e embora não seja um procedimento definitivo, seus resultados duram tanto quanto ao da depilação com cera, mas não causa tanta dor. O procedimento é realizado com linha 100% algodão, cujas pontas são amarradas formando um circulo. O profissional envolve os pelos nesse circulo, enrolando e removendo-os.

A depilação egípcia enfraquece os pelos com a pratica frequente e continua, deixando-os mais finos. Pode ser feita em muitas áreas do corpo, inclusive na virilha.

Mesmo sendo considerado um procedimento menos doloroso do que a depilação com cera, é possível que as primeiras vezes sejam mais dolorosas porque a pele ainda não se “acostumou” com a sensação. Dependendo da sensibilidade da pele e da região, pode ainda surgir um leve inchaço logo após o procedimento, que passa ao longo do dia.

Depilação com lâmina

depilação-com-lâmina

A lâmina é um item já bastante conhecido entre os acessórios de higiene pessoal feminino e masculino. Ela tem preferência de muitos por ser de uso prático, econômico e indolor.

Qualquer um pode se depilar sozinho com a lâmina. Além de prática e rápida, este tipo de depilação não faz sujeira e pode ser feita em qualquer lugar e em qualquer horário.

A região que será depilada deve ser previamente limpa com água morna, de preferência, e sabonete. A água quente e o vapor facilitam o processo ao deixar os poros mais abertos e os fios mais macios. Não faça depilação com lâmina com a pele seca.

Use sempre lâminas novas para evitar surgimento de pelos encravados e ferimentos. Existem aparelhos que vêm com uma camada gelatinosa acima da lâmina, que são muito bons na prevenção de ressecamento da pele.

No entanto, a depilação com lâmina tem alguns inconvenientes: o pelos voltam a crescer mais rápido, fazendo com que seja recomendável a sua prática a cada dois dias. Outra desvantagem é o risco de pequenos cortes no manuseio da lâmina. Para evitá-los, o ideal é passar a lâmina com leveza.

Existe ainda a possibilidade de escurecimento das áreas da pele em contato com a lâmina, como consequência de sucessivas depilações. Uma mistura de sumo de limão com bicarbonato de sódio pode ser aplicada nas axilas e em outras partes (com exceção da virilha) para higienizar e clarear a pele, em média uma vez por semana.

Depilação masculina

A depilação já não é mais um cuidado exclusivamente feminino. Os homens já estão descobrindo os seus benefícios na higiene de diversas partes do corpo. Algumas pessoas possuem muito pelo e é comum após a banho, não secá-los devidamente, o que facilita a proliferação de fungos e bactérias na região.

Menos pelos, por outro lado, facilitam a respiração da pele, o que ajuda a diminuir a intensidade do odor da transpiração.

A depilação masculina também contribui para o conforto e melhor desempenho de atletas, principalmente de nadadores, que costumam depilar a região peitoral. A ausência de pelos oferece maior liberdade de movimento.

A máquina aparadora tem sido bastante utilizada na depilação masculina. Semelhante a uma máquina de barbear, pode ser usada pela própria pessoa em qualquer lugar, sendo de pequeno volume, portanto, de fácil transporte para o caso de uma viagem.

Depilação com creme

Esta é uma opção prática, de uso fácil, econômica e indolor. A desvantagem é que não tira os pelos pela raiz, portanto, o resultado não é muito duradouro, principalmente no caso de homens.

Os cremes depilatórios contem uma combinação de substâncias que quebram a estrutura da queratina, a proteína do pelo, que fino e fraco, tornando-o facilmente removível com uma espátula ou toalha umedecida.

O creme depilatório pode ser usado em quase todas as partes do corpo, incluindo pernas, braços, costas, axilas, barriga e peito. Há cremes específicos para peles mais sensíveis, que também podem ser utilizados em áreas mais delicadas, como a virilha.

Depilação com cera quente

Depilação-com-cera

A depilação com cera quente é o método mais comum e um dos mais usados nos salões. A cera é aquecida a uma temperatura em torno de 38 a 40°C em um aparelho próprio para isso. É mais comumente procurada nos salões de beleza.

A cera de depilação pode ser usada em todas as partes do corpo. Retira o pelo da raiz, o que faz com que seja preciso um período de 20 a 25 dias para que seja preciso depilar novamente. O procedimento dói menos do que o realizado com cera fria, mas não é recomendo a quem tem a pele muito sensível.

A cera é aquecida até atingir o ponto de mel, depois aplicada com uma espátula na região a ser depilada, já previamente higienizada e seca. Este procedimento com a espatula deve ser realizado sempre obedecendo o sentido de crescimento dos pelos. Após esperar esfriar por poucos segundo, a cera é arrancada de uma só vez, junto com os pelos.

Um inconveniente neste tipo de depilação é a necessidade de esperar o pelo crescer até ficarem um tanto longos para seja possível fazer a remoção novamente.

Depilação com cera fria

A cera fria costuma ser utilizada por mulheres que preferem depilar-se em casa. Há farmácias que oferecem kits com papelotes, mas alguns salões de beleza também o disponibilizam.

Também é indicada a pessoas com pele muito sensível ao calor, que não se adaptam ao uso de cera quente. No entanto, esse tipo de depilação é mais doloroso do que com o uso de cera quente.

Os pelos devem estar longos para que possam ser retirados. Outra desvantagem é que a aplicação da cera fria pode quebrar os pelos.

É recomendável não passar a cera no mesmo local muitas vezes e utilizar um óleo específico, para a eliminação de resíduos da cera.

Fotodepilação

Fotodepilação é o nome dado aos métodos realizados com luz, ou seja, tanto aquela com luz pulsada quanto o laser são métodos de fotodepilação.

A luz do laser penetra nas camadas da pele e causa pequenos choques. É mais agressivo que a luz pulsada, podendo ocasionalmente causar leves queimaduras. Por outro lado, o laser é mais eficaz do que a luz pulsada, que demanda maior numero de sessões para obtenção de bons resultados.

A fotodepilação funciona removendo o bulbo do pelo, pela detecção de melanina. Em consequência, pelos muito claros (que possuem pouca melanina) são mais difíceis de serem retirados.

É recomendável fazer uso de outro método de depilação entre uma sessão e outra, com lâmina de barbear ou creme depilatório, por exemplo, para que os pelos se mantenham curtos, facilitando o procedimento na sessão seguinte.

A remoção de pelos com fotodepilação é quase completa e duradoura e pode ser realizada em qualquer parte do corpo. Não é um método indicado para mulheres negras, gestantes e pessoas que estejam fazendo uso de alguma medicação que deixam a pele sensível à luz.

Existem ainda algumas restrições quanto à exposição da pele ao sol, que deve estar a pelo menos 20 dias sem bronzeamento. Após a sessão, é preciso esperar pelo menos 7 dias para tomar banho de sol.

Outra restrição é estar a pelo menos 30 dias sem fazer depilação com cera na região a ser exposta à fotodepilação.

Depilação com creme dental, é possível?

A depilação com creme dental passou a ser muito comentada após a divulgação de um vídeo no YouTube em que a dona do canal relata a própria experiência.

Entretanto, não há estudos que comprovem a eficácia deste procedimento, utilizando a pasta de dente no lugar do sabonete, tampouco existem recomendações médicas.

Ela teria feito esse tipo de depilação na virilha e afirmou que, apesar de não ser tão prático o uso da lamina como com o sabonete, pois o creme dental faz a lamina deslizar menos, o esforço valeria, diante da sensação de frescor e maciez na pele que a pasta de dente proporciona na região.

No entanto, também é possível encontrar relatos na Internet que os poros ficam entupidos, o que contribui para a formação de pelos encravados.

Especialistas não recomendam este método na virilha porque o contato da pasta de dente pode alterar o PH da vagina, vulnerabilizando-a a infecções. Caso o interesse por esta alternativa seja pela sensação de refrescância, a recomendação é procurar produtos mentolados em lojas especializadas.

Qual é o melhor método de depilação?

O primeiro passo para obter essa resposta é ter em mente que o melhor método de depilação será sempre aquele que melhor satisfazer o que você busca.

O tipo de depilação que você escolher, seja ele qual for, deve ser o mais adequado à sua rotina e seu grau de tolerância a dor. Vale lembrar que depilação com pinça, cera (quente ou fria) e linha egípcia são tidos como os mais dolorosos, seguidos pela depilação com laser. Já depilação com luz pulsada, lamina e com creme depilatório são basicamente indolores.

Pondere a questão da durabilidade da depilação. A fotodepilação é o método que traz resultados mais prolongados, por outro lado, é também o mais caro. O tipo de depilação que consegue equivaler resultados prologados com preço mais acessível é a depilação com cera quente.

Cuidados ao fazer a depilação

cuidados-depilacao

Caso o procedimento envolva cera quente ou fria. Óleos ou cremes hidratantes podem dificultar a remoção dos pelos.

Verifique sempre se o profissional que vai fazer sua depilação com cera está usando produtos descartáveis ou desinfeccionados.

Caso sua pele apresente rachaduras, manchas ou assaduras, não faça depilação. O contato com a cera pode ocasionar infecções.

Se você estiver fazendo algum tratamento de pele com ácido, suspenda o uso por pelo menos sete dias antes de fazer a depilação com cera.

Se a área depilada for a axila, evite o uso de desodorante com álcool, para não irritar a pele.

Evite expor-se ao sol por pelo menos 48 horas após qualquer tipo de depilação. Também evite usar roupas apertadas ou tecidos pesados, como jeans, logo após a depilação. Quanto mais leve e confortável for a roupa, mais rápido os poros irão se fechar, evitando irritações na pele ou formação de micoses.

Quando os pelos começarem a crescer, use cremes ou sabonetes esfoliantes para evitar o nascimento de pelos encravados.

Como amenizar a dor da depilação

  • Use hidratante com regularidade, mas não no dia da depilação porque dificulta a remoção dos pelos;
  • Tome um banho morno antes de fazer a depilação: água morna relaxa a pele;
  • Passe um creme hidratante de aloe vera ou rosa mosqueta depois de depilar: acalmam e regeneram a pele;
  • Pratique exercícios, pois aumentam a elasticidade e a tonificação da pele;
  • Não se depile no período menstrual, pois todo o corpo estará mais sensível;
  • Não use roupas apertadas logo após a depilação;
  • Use gelo ou compressas geladas após a sessão: eles possuem efeito analgésico;
  • Esfolie a pele com regularidade;
  • Beba bastante água, para aumentar a elasticidade da pele.