10 doenças pulmonares mais comuns

As doenças pulmonares afetam os pulmões, podendo ser comuns e fáceis de tratar ou até graves, que requerem cirurgia. A incidência é maior em indivíduos fumantes e fumantes passivos, pessoas expostas à poluição ou a substâncias químicas.

A doença pulmonar pode ser dividida em 3 tipos:

  • Doenças pulmonares das vias respiratórias
  • Doenças do tecido pulmonar
  • Doenças da circulação pulmonar

Independente do seu tipo, relacionamos as 10 doenças pulmonares mais comuns que afligem a população:

Bronquite

Bronquite é uma doença pulmonar que inflama as passagens de ar para os pulmões. A bronquite pode ser aguda — muito comum e de curta duração — ou crônica, que é um dos tipos de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica.

A principal causa da bronquite aguda é a entrada de um vírus, muitas vezes acompanhada de gripe e resfriado. Já a causa da bronquite crônica é o cigarro ou qualquer poluente.

Os sintomas da bronquite vão desde tosse com muco, ronco no peito, falta de ar a até febre e calafrios. A bronquite crônica também pode incluir inchaço nos tornozelos, pernas e pés, lábios arroxeados e resfriados/gripes frequentes.

O tratamento é a base de antibióticos, xaropes para tosse e antialérgicos.

Doenças pulmonares de bronquiolite

Bronquiolite é uma infecção infantil, no qual os bronquíolos — passagens menores de ar — sofrem inchaço e acúmulo de muco. As causas mais prováveis da doença pulmonar bronquiolite é a entrada de um vírus sincicial respiratório (RSV em inglês), que infecta crianças de até 2 anos de idade e é contagiosa.

Bronquiolite doenças pulmonares
Bronquiolite: causas e sintomas da doença respiratória

A criança infectada pelo vírus causador da bronquiolite tem os seguintes sintomas: tosse, febre, cianose, dificuldade para respirar, chiado no peito e retrações intercostais (quando os músculos das costelas afundam sempre que a criança respira).

O tratamento da bronquiolite pode ser feito em casa, mas com medicamentos prescritos pelo médico. Os medicamentos são para melhorar a congestão nasal, além de ser recomendado fórmulas infantis para crianças de até 1 ano. Antibióticos são indicados para o caso de a criança ter uma infecção bacteriana e não viral.

DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica)

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma doença progressiva que obstrui as vias aéreas, causando falta de ar, chiado e aperto no peito, cansaço e cianose (lábios ou unhas azuladas).

As causas mais comuns apontam para o cigarro — fumantes passivos também podem ser acometidos —, mas a exposição às substâncias tóxicas e/ou a deficiência da proteína Alpha-1-antitripsina também podem levar a DPOC.

A melhor recomendação para o tratamento desta doença pulmonar ainda é parar de fumar, mas também, usar broncodilatadores em inaladores para melhorar a respiração, corticosteroides inalados ou orais e antibióticos podem ser indicados pelos médicos, dependendo da gravidade da doença pulmonar.

O transplante de pulmão só é recomendado em casos graves, quando os medicamentos não funcionam no paciente.

Enfisema Pulmonar

O enfisema é uma das doenças pulmonares pertencentes ao grupo DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica) e tem como uma das principais causas o tabagismo. A exposição a poluentes e produtos químicos também provocam o enfisema.

O enfisema inflama e destrói os alvéolos pulmonares, fazendo com que as trocas gasosas de oxigênio e dióxido de carbono não funcionem, levando ao quadro de dispneia (falta de ar). Tosse constante, cansaço, perda de peso e de apetite, produção de muco, insônia e cianose estão entre outros sintomas do enfisema pulmonar.

O tratamento inclui broncodilatadores, mucolíticos, antibióticos e oxigenoterapia. Entre os tratamentos alternativos, encontramos o enxofre (reduz o muco e a inflamação), o ginkgo biloba (fortalece os pulmões) e a ingestão de alimentos antioxidantes para que os pulmões possam funcionar melhor.

Fibrose Pulmonar

A fibrose é outra doença pulmonar, também conhecida como Doença Intersticial Pulmonar. Quando os alvéolos sofrem danos, a fibrose provoca cicatrizes que reduzem e endurecem seus tamanhos, o que provoca falta de ar.

O cigarro, mais uma vez, está entre as causas da fibrose pulmonar, mas além de ambientes tóxicos, a fibrose também pode ser causada por outras doenças pulmonares, como Pneumonia, Tuberculose e Enfisema.

A fibrose pulmonar tem sintomas semelhantes do enfisema, mas o paciente também pode sofrer dores nas articulações, bem como sofrer perda de peso, tosse seca e cansaço.

Para o tratamento da fibrose pulmonar, é recomendável o uso de corticoides, imunossupressores e acetilcisteína. Exercícios respiratórios, evitar ambientes poluídos e ter uma boa alimentação são medidas que amenizam os sintomas, mas não curam.

Câncer de Pulmão

O câncer de pulmão é uma das doenças pulmonares que mais causa morte no Brasil. O tumor causa quebra de mecanismos naturais do pulmão devido ao crescimento anormal das células.

Fumar por muito tempo, mesmo que seja passivo (quando inalamos a fumaça de um fumante), poeira, agentes químicos e outras doenças pulmonares como a DPOC podem causar o câncer de pulmão.

Os sintomas mais comuns do câncer pulmonar é tosse, chiado e dor no peito, sangue no escarro e falta de ar. O diagnóstico pode ser tardio, visto que o câncer de pulmão não se manifesta no início, mas há possibilidade de cirurgia. A radioterapia e/ou a quimioterapia só é indicada em casos de o paciente não poder ser operado por causa da localização do tumor ou devido a outros problemas de saúde.

Tuberculose

Tuberculose é outra doença pulmonar que causa muitas mortes no país. A tuberculose é altamente infecciosa e contagiosa, podendo acometer não só os pulmões, mas as meninges também (membranas do cérebro).

A causa da tuberculose está atrelada ao vírus Bacilo de Kock, a má alimentação, fumo, álcool e má higiene. A maioria das pessoas com tuberculose apresentam tosse seca contínua, sudorese noturna, palidez, fraqueza, perda de peso, rouquidão e cansaço excessivo.

Para tratar a tuberculose, o paciente precisa tomar antibióticos por 6 meses ininterrupto, pois a eficácia do tratamento depende desse tempo.

Embolia Pulmonar

Embolia Pulmonar é quando um coágulo de sangue, proveniente de veias pernas ou da pélvis se solta e bloqueia as artérias do pulmão. Outras causas não muito comuns são gordura, parasitas, células cancerosas, bolhas de ar ou líquido amniótico.

Embolia pulmonar doenças pulmonares
Embolia pulmonar e seus sintomas

Embolia é uma doença pulmonar, cujos sintomas dependem de quantas artérias bloqueadas e quais partes do pulmão foram atingidas. Dor aguda ou penetrante, sensação de queimação ou peso, dor ao tossir, comer ou respirar fundo e frequência cardíaca alta estão na lista de sintomas da embolia pulmonar.

O tratamento é feito com anticoagulantes e trombolíticos, a fim de dissolver os coágulos. A cirurgia é uma opção caso os medicamentos não surtem efeitos.

Você também pode gostar destes artigos:

Pneumonia

Pneumonia é uma doença pulmonar que infecciona os pulmões, podendo atingir os alvéolos pulmonares e os interstícios. A pneumonia é causada por bactérias, fungos, vírus e qualquer agente que possa provocar alergia.

Os sintomas da pneumonia podem variar para crianças, adultos e idosos, mas os mais comuns são febre alta, falta de ar, tosse seca, dor no peito ou no tórax, náuseas, fraqueza e suores intensos se destacam.

O uso de antibióticos é importante no tratamento da pneumonia, com melhora de até 4 dias. A pneumonia, apesar de ser uma doença pulmonar muito comum, não requer internação, a menos que a vítima seja idosa e sofra complicações, como dificuldade respiratória ou mau funcionamento dos rins.

Asma

Asma é uma doença inflamatória das vias aéreas comumente confundida com a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, porém, a asma reage a qualquer estímulo externo, não sendo necessariamente o cigarro a causa primária desta doença pulmonar.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), existem mais de 230 milhões de pessoas acometidas pela asma, mas a causa exata é desconhecida.

Já as crises de asma são provocadas por exposição a agentes alérgenos — cigarro, fumaça, mofo, pólen, pelos de animais, produtos de limpeza —, ingerir alimentos associados a alergia, como amendoins, ovos, leite de vaca, trigo, crustáceos e soja, e mudanças climáticas.

A asma é uma doença pulmonar também desencadeada por gripes e resfriados, e os sintomas são tosse com ou sem muco, deficiência respiratória que piora quando o paciente pratica uma atividade, e repuxar a pele entre as costelas ao respirar.

Os melhores tratamentos para a asma são os Corticosteroides inalados, Teofilina, Modificadores de leucotrienos e Beta-agonistas.

Caso este artigo sobre doenças pulmonares tenha lhe ajudado, deixe um comentário e curta O universo da saúde no facebook!

5 (100%) 70 votes