Laser fracionado – O que é, como funciona e cuidados

Com o laser fracionado o sonho que a pele rejuvenesça está ao alcance de qualquer pessoa. Quem realiza esse tratamento estético percebe que a pele se torna mais viçosa, as rugas e marcas de expressão somem, manchas, cicatrizes de acne entre outros.

O melhor é que o laser fracionado pode ser feito não apenas no rosto, mas também no colo, mãos e pescoço. Ele é um substituto a altura do peeling químico e a quantidade de sessões varia conforme a pele se encontra bem como a hidratação. Por esse motivo não é tão difícil ter pacientes que necessitem de até 7 sessões para alcançar o resultado desejado.

Mas logo na primeira sessão é possível observar resultados satisfatórios e isso tem feito com que cada vez mais pessoas procurem por esse tratamento estético. Está pensando em fazer uma sessão de laser fracionado? Então veja se ele é indicado para sua pele, os cuidados que precisa entre outros detalhes de suma importância.

O que é laser fracionado

O laser fracionado trata-se de um tratamento estético abrasivo que causa queimadura na pele. Quando a mesma cicatriza acaba estimulando a produção do colágeno além de retrair a pele. Isso causa esticamento e também uma melhora das rugas finas.

laser fracionado o que é
O laser fracionado pode não ser indicado para pessoas com problemas de pele, já que causa queimaduras e pode piorar seus sintomas

O alvo desse tratamento é a água e por esse motivo os riscos da derme ser atingida são muito baixos já que sua ação se concentra na epiderme que é a camada mais superficial que a pele possui. Assim, pode-se dizer que o que acontece é a remoção de camadas inteiras da pele numa profundidade que quem determina é o operador do aparelho.

Se a sessão em si não demora tanto a recuperação da pele é bem lenta, pois uma área grande foi lesionada o que aumenta as chances de causar manchas. Para que isso seja evitado a tecnologia utilizada nesse laser faz com que o raio se divida em vários micro raios atingindo a pele em regiões menores e mais profundamente.

É assim que são feitas pequenas lesões fazendo com que micro áreas da pele que permanecem intactas fiquem misturadas com áreas que o laser atuou. Assim a agressão que a pele sofre é menor e a recuperação é muito mais rápida.

Indicações do laser fracionado

O laser fracionado pode ser utilizado em pessoas que querem que sua pele rejuvenesça, desejam fazer a remoção de cicatrizes que as acnes provocam bem como as estrias e dar fim a flacidez. Esse tratamento é ótimo para quem deseja eliminar ou suavizar as rugas, dependendo do seu grau.

Como o laser atinge varias superfícies da pele sua estrutura é nivelada tornando todos esses desejos possíveis. Além do mais, ele é capaz de estimular a região agredida a produzir colágeno que é fundamental para que a pele fique com aspecto mais jovem. Mas, além disso, esse aparelho também pode ser utilizado nas cirurgias estéticas como é o caso da ninfoplastia e da blefaroplastia a laser.

Ele ainda pode ser utilizado nos usos terapêuticos como nas ceratoses seborreicas que são pintas benignas e as ceratoses actínicas que são lesões pré-malignas. Manchas e verrugas virais também podem ser tratadas com esse aparelho. Outra indicação desse laser é para causar uma melhora nas cicatrizes cirúrgicas, até mesmo as queloideana e as estrias atróficas além de outras lesões que a pele apresente.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Como funciona

O laser fracionado somente pode ser utilizado no consultório do médico que fará o tratamento. Em alguns casos antes de iniciar o processo em si é utilizado um creme anestésico na região que passará por esse tratamento cerca de trinta minutos antes. Assim ele terá tempo de fazer efeito.

O paciente tem seus olhos protegidos e após a meia hora a sessão pode ser iniciada. A pele é tratada de forma completa para que não fique nenhuma área sem receber esse tratamento.

Sessões

Dependendo do que o paciente deseja e também de como se encontra a sua pele a quantidade de sessões pode variar. Entretanto, elas podem ser entre duas e cinco sessões. Com relação a periodicidade com que cada uma deve ser feita isso varia conforme a indicação. Assim, pode ser de 45 dias a 90 dias conforme o que o médico orientar.

Geralmente a melhoria que a pele apresenta causada após o uso do laser fracionado dura muito tempo. Mas conforme o tempo vai passando o envelhecimento acontece e trata-se de um processo constante. É por essa razão que é preciso fazer uma reavaliação anualmente ou a cada seis meses com o médico. Assim ele poderá verificar se é preciso ou não reaplicar o laser naquele momento.

A duração de casa sessão varia entre 20 e 30 minutos. Caso conte o tempo necessário para a aplicação do creme anestésico o tempo total chega a uma hora.

Cuidados antes e após o procedimento

É preciso tomar certos cuidados tanto antes quanto após a realização desse procedimento para que a pele fique com o resultado esperado. Os cuidados antes da aplicação do laser fracionado são:

  • Às vezes é preciso que o paciente faça um tratamento preventivo para bactérias e herpes com o dermatologista uma semana antes do laser ser aplicado.
  • Antes de iniciar a sessão é preciso limpar a pele e desengordura-la.
  • É essencial que o paciente não bronzeie a pele.
  • O uso de cremes e ácidos somente é permitido até, no máximo, 2 dias antes de realizar o procedimento.

Após a sessão ser finalizada e o paciente voltar para casa é preciso tomar alguns cuidados essenciais com a pele. Afinal, é natural que ela fique vermelha e até inchada após a realização desse procedimento. O edema pode prevalecer por até 15 dias enquanto que a vermelhidão pode ser notada até 45 dias após a sessão.

É por essa razão que é possível utilizar o LED para que a pele tenha uma melhor cicatrização bem como a recuperação seja mais rápida. Comumente os médicos prescrevem cremes para que o paciente utilize em casa.

A sensibilidade da pele estará muito maior após a sessão desse procedimento. Por esse motivo o protetor solar não deve ser esquecido e o fator mínimo que ele deve ter é 30. Também é essencial que ele seja aplicado a cada 3 horas.

Contraindicações

Quem possui a pele negra ou possui tendência a formar cicatrizes queloideanas, quem tem lúpus, vitiligo ou alguma doença fotossensível é contraindicado realizar esse tratamento na pele. Isso também é válido para quem tem herpes que está em atividade ou alguma infecção na pele.

Quem faz uso de medicamentos fotossensibilizantes, anticoagulante oral e isotretinoína para tratar a acne também não é recomendado tratar a pele com o laser fracionado.

Pessoas que possuem problema de cicatrização como a hipercrômica (cicatriz fica escura) ou hipocrômica (cicatriz fica clara) precisa passar por uma avaliação do dermatologista para saber se podem ou não realizar esse procedimento.

Grávida pode fazer

Como não existem estudos que comprovem que as grávidas estão seguras ao realizar esse procedimento o indicado é que elas não o façam. Assim evita-se correr um risco desnecessário.

Complicações

É natural que a pele fica mais sensibilizada após a realização desse tratamento. Por esse motivo, as chances de acontecer uma infecção se tornam um pouco maiores. Além do mais, muitas vezes esse processo acaba gerando queloides, cicatriz ou até manchas.

laser fracionado complicações
Apesar de algumas complicações, o laser fracionado traz resultados impressionantes e uma pele renovada

A pele dos brasileiros é formada pela mistura do europeu com o índio e africano. Assim, mesmo quem possui a pele branca possui capacidade de pigmentação alta e esse é justamente o problema que ocorre com mais frequência. Mas além dessas complicações que o laser fracionado pode causar também há a vermelhidão persistente.

Gostou deste conteúdo sobre laser fracionado? Então curta agora mesmo nossa página do Facebook: O universo da saúde no facebook!

5 (100%) 39 votes