Limpeza de Pele: Como é Feita e Cuidados.

É cada vez maior a procura pela limpeza de pele nos consultórios dos dermatologistas. Afinal, quem não gostaria de estar com a cútis perfeita, livre dos vestígios de cravos e espinhas? De forma indolor, são retiradas da pele as impurezas, a oleosidade é combatida, o surgimento de rugas precoces é evitado e ainda estimula a renovação celular.

Nossa pele tem a capacidade de produzir uma secreção natural que, quando se acumula com a poluição e maquiagem, pode danificar seu aspecto ao longo dos anos. A realização de uma limpeza de pele mais profunda e feita através de um profissional capacitado garante que terá ação antisséptica, preventiva de acnes e cravos, ação anti-inflamatória e também apresenta o efeito relaxante e cicatrizante.

Sem falar que a nutrição desse órgão melhora consideravelmente e ele ainda é estimulado para que fique com aspecto de tonificado, macio e toque aveludado. Para que a limpeza de pele realmente cumpra com esse papel, pode-se optar por um método natural ou artificial.

O que é a limpeza de pele

A limpeza de pele trata-se de um procedimento que tem por objetivo remover as células mortas, espinhas, cravos e demais impurezas artificiais ou naturais que estejam nesse tecido. Dessa forma, ela fica com aspecto mais juvenil e saudável. Antigamente, apenas as mulheres procuravam esse procedimento para que sua pele ficasse com um aspecto mais jovial.

limpeza de pele para que serve?
O procedimento de limpeza de pele pode acabar com os cravos e remover as impurezas da pele

Entretanto, os homens passaram a se cuidar mais e, por causa disso, a procura desse público pelo tratamento é cada vez maior. Isso está acontecendo, pois eles entenderam o quão importante é cuidar desse órgão, não apenas por razões estéticas, mas também para a própria saúde.

Indicações da limpeza de pele

Esse procedimento é indicado principalmente para fazer a remoção de cravo fechado ou aberto. Também pode ser realizado para remover o mílio, que nada mais é que um cravo resistente que possui a cobertura de uma camada mais fina de pele, e também para retirar os pontos sebáceos.

Ela ainda atua para desintoxicar, fazer a remoção das células mortas e tornar a pele mais saudável e macia através da redução da oleosidade. Entretanto, esse procedimento não é indicado para retirar acne, porque esse ato pode deixar cicatrizes e até inflamar ou agravar seu estado.

Esse tratamento pode ser realizado em qualquer tipo de pele, pois quando ele é bem realizado, acaba contribuindo para equilibrar as peles normal, seca, mista e oleosa. Além do mais, o rosto não é a única região que pode ser tratada através desse processo, pois outras partes do corpo como as costas, pescoço e colo, por exemplo, também podem ser beneficiadas.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Como é feita a limpeza de pele

As peles mista, oleosa, seca e normal podem passar por esse tratamento. O passo a passo é muito similar para todas elas e as etapas são bem definidas, sendo o primeiro passo a higienização do local e o último a aplicação do filtro solar. Primeiramente, é realizada a higienização da região que passará por esse processo. Para isso, utiliza-se loções de limpeza desengordurante voltado para cada tipo de pele.

O intuito desse produto é remover os cosméticos e maquiagens que tenham sido aplicados no rosto, bem como as impurezas provenientes da poluição e oleosidade comum em várias peles.

Após a assepsia, é feita a esfoliação através de produtos que possuem efeito abrasivo. Assim, a camada mais superficial da pele é afinada para que a extração da acne não inflamada seja facilitada, bem como dos cravos. A micro esfoliação da pele do pescoço, rosto e colo é feita delicadamente, através de movimentos circulares e suaves.

A etapa de extração é realizada após a esfoliação e é a mais longa de todo esse processo, pois tudo depende de como se encontra a pele. Para retirar os miliuns e os cravos, utiliza-se técnicas de manipulação corretas. Com os dedos, o profissional espreme os cravos, mas ele sempre utiliza gaze médica para a extração para não machucar a pele e reduzir a dor.

Para remover os miliuns, o profissional necessita de uma microagulha para que a casquinha seja removida e a bolinha de sebo que encontra-se em seu interior seja expelida. Finalizada a extração, um aparelho de alta frequência é utilizado para que ocorra a cicatrização. Ele também atua como um anti-inflamatório nos pontos que sofreram micro lesões.

A próxima etapa é realizar uma massagem através de manobras metódicas e suaves, com finalidade estética e terapêutica para auxiliar a aplicação das substâncias calmantes e hidratantes. Isso ajuda a diminuir a vermelhidão, que é comum após a limpeza. Compressas de águas termais e loções calmantes também podem ser aplicadas.

Para finalizar esse processo, é utilizada máscara por cerca de 10 e 20 minutos. Há um tipo de máscara voltado para cada tipo de pele, mas geralmente opta-se pelas calmantes, com base de mentol. O filtro solar também faz parte dessa etapa. Ele pode ser aplicado tanto em gel quanto em forma de loção, para que os poros não sejam obstruídos.

O fator de proteção do filtro solar deve ser igual ou superior a 30. Assim garante-se que a pele estará protegida contra os efeitos nocivos que os raios do sol podem causar, como o surgimento de manchas e queimaduras, por exemplo.

máscara limpeza de pele
Máscara para auxiliar na limpeza de pele

Periodicidade da limpeza de pele

O que os especialistas indicam é que esse processo seja realizado entre 30 e 40 dias, já que a pele precisa exatamente desse intervalo para se renovar. Mas se o paciente apresentar uma grande quantidade de cravo no início, é feito um procedimento a cada 15 dias, para depois ser feita a manutenção a cada 40 dias.

Nos casos que há muitos cravos, é realizado um procedimento por mês. Mas quem usar cremes que tenham agentes esfoliantes e não possua cravos, muitas vezes não é necessário realizar essa limpeza.

Contraindicações da limpeza de pele

Pessoas que possuam a pele muito sensível, que ficam vermelhas com muita facilidade e que quando estão sob o sol ficam ruborizadas, não devem fazer esse procedimento. Isso também é válido para quem tem muita descamação e tem muita facilidade para desenvolver irritações e alergias.

Ao contrário do que muita gente pensa, esse tratamento não é indicado para pessoas que tenham muita espinha no rosto. Por esse motivo, quem apresenta essa característica também não é recomendado fazer esse procedimento, pois o quadro pode piorar e até ficar com cicatrizes.

Cuidados após a limpeza de pele

Nas primeiras 48 horas, é preciso tomar cuidado quanto ao uso de cremes muito oleosos ou produtos ácidos, além da exposição ao sol. O ideal é usar produtos calmantes que ajudem a cicatrizar a pele e não esquecer do protetor solar.

Recuperação da pele

A pele precisa de 28 dias para que sejam geradas novas células pelas matrizes da epiderme e cheguem a superfície. Por esse motivo, recomenda-se fazer uma sessão a cada 30 ou 40 dias para que a sua ação seja mais eficaz.

Exposição ao sol

Após esse procedimento, a pele estará marcada e sensível e, por essa razão, nos primeiros dois ou três dias é preciso evitar a exposição ao sol e regularmente usar o protetor solar.

Uso de cosméticos e maquiagem

Após fazer a limpeza de pele, não é recomendado utilizar ácidos, principalmente se esse órgão estiver muito vermelho e sensível. Caso contrário, esse quadro pode piorar. Essa recomendação também é válida para cremes oleosos, pois eles podem acabar obstruindo os poros. Quanto a maquiagem, ela pode ser usada normalmente.

Este artigo sobre limpeza de pele lhe foi útil? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!


5 (100%) 11 votes