Medicamentos para disfunção erétil: Químicos e Naturais

Medicamentos para disfunção erétil são muito conhecidos ultimamente. Remédios como Viagra, Cialis, Levitra e até o famosinho “Tesão de vaca” são procurados no intuito de tratar a impotência sexual.

Para entender como esses medicamentos funcionam você precisa entender o que é necessário para que uma ereção aconteça.

Durante o estímulo sexual, há liberação de um neurotransmissor chamado óxido nítrico. Ele relaxa os vasos sanguíneos possibilitando uma grande circulação de sangue. Este sangue é bombeado para os corpos cavernosos o que provocam seu aumento comprimindo as veias. Estas, por sua vez, quando comprimidas, mantêm o sangue nos corpos cavernosos, causando a rigidez do pênis.

Contudo, no caso de disfunção erétil, muitos procuram medicamentos para resolver o problema. Porém, os medicamentos para disfunção erétil não curam a impotência, apenas resolvem o problema da ereção enquanto seu principio ativo está na corrente sanguínea. Logo, eles resolvem momentaneamente o problema, mas não curam impotência.

Quais são os remédios para disfunção erétil?

Lembre-se que o óxido nítrico é o grande responsável para que uma ereção aconteça. Porém, o inimigo natural deste neurotransmissor é a fosfodiesterase tipo 5 (PDE-5). Ela é responsável por eliminar o óxido nítrico. Assim sendo, toda medicação indicada para disfunção erétil são inibidoras da PDE-5. Agora, vamos conhecer os medicamentos, tanto caseiros quanto alopáticos, para ajudar na ereção durante o ato sexual.

Alopáticos

Por se tratar de medicação química, um profissional deve ser consultado. Não se automedique sem conhecer exatamente as causas da disfunção erétil, bem como, sem conhecimento das contraindicações dos medicamentos, ou seja, em razão da possibilidade de causas efeitos colaterais negativos.

Viagra

Com certeza, o famoso “azulzinho”, é o remédio mais procurado para evitar a disfunção erétil. Seu princípio ativo é o vaso dilatador Sildenafil. É encontrado em comprimidos de 25mg, 50mg ou 100mg, e seu uso varia de acordo com a recomendação médica.

É, normalmente, prescrito para ser tomado duas horas após a última refeição e uma hora antes do ato sexual. Seus efeitos começam a ser sentidos após meia hora de sua ingestão e têm duração de quatro horas. Como todo medicamento dessa natureza, seus componentes químicos só são eliminados após 24 horas. Devido a isso, o intervalo entre um comprimido e outro deve respeitar esse período.

Como efeitos colaterais, o Viagra apresenta dor de cabeça e tonturas, que são causadas pelo efeito da vaso dilatação. Também, já foram registrados casos de dores no peito.

O medicamento é contraindicado aos homens que sofrem com hipertensão ou problemas cardiovasculares. Em excesso pode causar AVC.

Cialis

Pode ser ingerido próximo às refeições. Seu princípio ativo é a Tadalafila. É encontrado em comprimidos de 5mg, 10mg e 20mg. O Cialis apresenta um período de efeito mais prolongado, podendo chegar a 36 horas. Quanto aos efeitos colaterais, é o que apresenta menos efeitos negativos.

Levitra

Seu princípio ativo é o Vardenafil. Esse medicamento é semelhante ao Viagra, porém, encontrado em comprimidos de 2,5mg, 5mg, 10mg e 20mg. Como o Viagra, deve ser tomado duas horas após a última refeição e uma hora antes do ato sexual, possuindo duração de quatro horas.

Seus efeitos colaterais também são parecidos com o do Viagra, podem causar dores de cabeça, tontura e dores no peito.

Vivanza

Com o mesmo princípio ativo do Levitra, é encontrado em comprimidos de 5mg, 10mg e 20 mg. A dose recomendada é de 10mg, isto é, dois comprimidos de 5mg ou um comprimido de 10mg, ou meio de 20mg.

Deve ser ingerido de 25 a 60 minutos antes do ato sexual. Apesar do inicio dos efeitos variarem de pessoa para pessoa, normalmente ocorre nos primeiros 25 minutos após a ingestão, sendo mais rápido que os outros medicamentos. Sua duração é de quatro horas também.

Tesão de vaca

Medicamento totalmente natural. Apesar das polêmicas em torno desse medicamento, ele promete que com poucas gotas seu apetite sexual aumenta e junto vem a ereção. Também, promete resultados rápidos, ereção em até 15 minutos após sua ingestão, além de efeito prolongado. Deve ser diluído em uma bebida.

Remédios caseiros e naturais para disfunção erétil

Há uma variedade de remédios caseiros que prometem resolver o problema de ereção durante o ato sexual. Desde chás até compostos preparados. Então, reunimos aqui os mais populares.

Catuaba

Bastante conhecida na medicina popular por ajudar na impotência sexual. É similar ao Sildenafil, ativo do Viagra. Na catuaba, é encontrada a loimbina, e o cloridrato de loimbina, sendo um ativo vaso dilatador que ajuda na ereção.

A catuaba pode ser tomada em chá ou bebidas hidroalcoólicas. Porém, cuidado para os homens que já tomam vaso dilatadores ou antidepressivos à base de fluoxetina, é contraindicado nesses casos.

Xarope caseiro com mel, guaraná e Ginseng

Famoso por possuir propriedades energéticas, estimulantes e fortificantes. Acredita-se que criam mais disposição na hora do sexo. Conhecido por melhorar a circulação sanguínea, potencializa a rigidez do pênis e, consequentemente, auxilia na ereção. Uma boa dica é misturar seus ingredientes com folhas de hortelã, tomando uma colher de sopa todas as manhãs.

Chá de alecrim com chapéu de couro

Chá afrodisíaco que promete ereção na hora do sexo. Além de afrodisíaco, aumenta a libido e é de fácil preparo. Você precisará de alecrim, chapéu de couro, também conhecido como chá-da-campanha, erva-do-brejo ou erva-do-pântano, e catuaba. Para cada 20 gm de cada uma dessas ervas, acrescente um litro de água fervente. Aí é só tampar e esperar por 15 minutos. Depois, tome e espere os resultados.

Chá de Tribulus Terrestris

Suas propriedades aumentam a produção de testosterona, fazendo com que o apetite sexual seja aguçado. Muito fácil de preparar também. Basta adicionar duas colheres de chá das folhas secas de Tribulus Terrestris em um recipiente e preenche-lo com 500ml de água fervente. Deixe repousar por 10 minutos e então é só coar e beber.

Por não ser uma erva tão conhecida e de difícil acesso, você pode encontrar Tribulus Terrestris em cápsulas vendidas na internet. Seu preço varia de R$60,00 a R$150,00.

Entretanto, apesar de haver medicamentos para a disfunção erétil, vale à pena lembrar que eles não curam a disfunção, apenas causam ereção enquanto seu efeito está agindo no organismo. Também, há necessidade de estimulo. Uma boa companhia, um ambiente agradável e carícias ajudam muito na ereção e no desempenho sexual.

O uso de remédios alopáticos deve ser sempre acompanhado por um profissional, pois podem causar efeitos danosos ao organismo. Também, deve-se respeitar seu uso e sua quantidade, uma vez que os compostos químicos permanecem no organismo por 24 horas.

Experimente esses remédios para disfunção erétil e nos conte como foi o resultado nos comentários! Curta nossa página do Facebook.

5 (100%) 33 votes