Home / Doenças / Doenças do Sistema Digestorio / Nódulo no fígado e câncer de fígado são a mesma coisa? Saiba mais!

Nódulo no fígado e câncer de fígado são a mesma coisa? Saiba mais!

O nódulo no fígado pode ser preocupante, como qualquer alteração em nossos órgãos. Trata-se de tumores benignos, que não são disseminados para outras regiões do corpo.

Existem alguns tipos de nódulo no fígado que, apesar de constituírem um grupo de tumores benignos, alguns podem gerar complicações, se não forem tratados de forma correta, e até câncer de fígado, em casos raros.

Se você tem dúvidas sobre o que é um nódulo no fígado e está preocupado se é a mesma coisa que câncer hepático, continue em nosso conteúdo para entender mais sobre o assunto.

O que é nódulo no fígado?

Nódulo no fígado é um tumor benigno que cresce na região hepática, podendo causar alterações, sendo necessário ou não um tratamento, a depender do tipo de tumor.

Alguns tipos de nódulo no fígado são bastante comuns, aparecem em exame de rotina e nem sempre são motivos de cirurgia. Mas qual seria a diferença entre um nódulo no fígado e câncer de fígado?

O que é câncer de fígado?

O câncer é caracterizado pelo aumento desordenado de células malignas que invadem e destroem os órgãos e tecidos próximos. A neoplasia (como o câncer também é chamado) pode se espalhar, o que dá o nome de metástase.

No caso, o câncer de fígado é causado, principalmente, pela cirrose, devido ao consumo excessivo de álcool. Outras causas são atribuídas a hepatite B e C, diabetes, colesterol alto e obesidade.

o que é câncer no figado
Saiba o que é câncer no fígado e suas diferenças

Portanto, a diferença entre câncer de fígado e nódulo no fígado é que o nódulo, além de ser benigno, também não tem os mesmos fatores de risco de um câncer hepático.

Quais são os tipos de nódulo no fígado?

As complicações resultantes de nódulos no fígado são raras, por vezes, ocorrem bem mais pelo tratamento inadequado do que pelo próprio tumor.

Nódulo no fígado do tipo hemangioma

Um tipo de nódulo no fígado bastante comum é o hemangioma, que se desenvolve nos vasos sanguíneos. A incidência de hemangioma é mais frequente em mulheres acima dos 30 anos e está associada a hormônios sexuais.

Os sintomas, quando aparecem, costumam ser indicativos de complicações. Dor abdominal, náuseas, icterícia obstrutiva são alguns dos sintomas raros. A cirurgia é indicada caso o tumor cresça e comprima outros órgãos.

Nódulo no fígado do tipo hiperplasia nodular focal

A hiperplasia nodular focal (HNF) é um tipo de tumor benigno muito comum em mulheres em idade reprodutiva.

Vários tipos de células compõem a hiperplasia nodular focal (células do conduto biliar, hepatócitos e tecido conjuntivo), e apesar de ser um tumor benigno assintomático, esse nódulo no fígado pode ser facilmente confundido com um câncer.

Por esta razão, é recomendado uma cirurgia não só em casos de dúvida, mas também para o caso de haver sintomas.

Nódulo no fígado do tipo adenoma

A adenoma hepática é um dos tumores benignos que inicia no canal biliar ou no hepatócito, sem sintomas aparentes.

Entretanto, é um dos tipos de nódulo no fígado com maior chance de se tornar um câncer maligno. O tumor benigno pode se romper, provocando hemorragia, rotura e câncer de fígado, chamado de carcinoma hepatocelular.

Nódulo no fígado do tipo hiperplasia nodular regenerativa

Esse tipo de nódulo tem a aparência de uma cirrose, embora sem fibrose. Os nódulos de hepatócitos hiperplásicos são envolvidos por hepatócitos normais e comprimidos pelo tumor.

A hiperplasia nodular regenerativa já foi associada ao uso contínuo de corticosteroides e contraceptivos orais, artrite reumatoide, mieloma, diabetes mellitus, endocardite bacteriana subaguda e síndrome de Felty, ainda que a causa não esteja clara.

As complicações podem ocorrer em caso de hipertensão portal, e inclui varizes esofágicas, ascites, encefalopatia e sangramento.

Nódulo no fígado do tipo microrregenerativos

Os nódulos microrregenerativos surgem após uma necrose hepática submaciça, mas não caracteriza uma neoplasia.

Sintomas do nódulo no fígado

Os nódulos no fígado não costumam provocar sintomas, não tendo, em muitos casos, necessidade de tratamento.

No entanto, quando os sintomas aparecem, pode ser sinal de complicações, como crescimento do tumor e a possibilidade de comprimir algum órgão. Nesses casos, os sintomas variam para cada tipo de nódulo no fígado:

Sintomas do hemangioma

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Hemorragia;
  • Dor abdominal;
  • Saciedade precoce;
  • Febre contínua.

A icterícia obstrutiva e a cólica biliar são sintomas pouco frequentes.

náusea nódulo no fígado
Náusea pode ser um dos sintomas de nódulo no fígado

Sintomas da hiperplasia nodular focal

Os sintomas da hiperplasia nodular focal são bem raros, mas quando surgem costumam ser identificados pela dor epigástrica, tumefacção abdominal palpável e hemorragia (sintoma agudo).



Sintomas do adenoma

A adenoma é descoberta durante exames de rotina ou nas cirurgias, mas quando as células causadoras do adenoma crescem, o paciente pode reclamar de dores no hipocôndrio direito.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Fatores de risco para nódulo no fígado

Os fatores de risco associados ao nódulo no fígado incluem contraceptivos orais, esteroides androgênicos, estenose hepática e diabetes. Em sua maioria, o uso de contraceptivos é um dos maiores fatores para um nódulo hepático.

Diagnóstico do nódulo no fígado

Nem todos os nódulos no fígado são facilmente detectados. Alguns podem ser visualizados em exames de imagem e aparecem sob a forma de uma cicatriz central, como no caso da hiperplasia nodular focal.

Outros, como o adenoma, são usados ultrassom e tomografia, que identificam facilmente o nódulo. Adenomas costumam ser maiores que 10 cm, mas, ainda assim, podem ser difíceis detectá-los pela sutil semelhança entre um adenoma e um hepatocarcinoma.

O que hepatocarcinoma?

Hepatocarcinoma é um câncer primário do fígado derivado dos hepatócitos – principais células hepáticas.

Além de ser uma possível complicação do adenoma, a hepatocarcinoma pode ter origem no vírus da hepatite B ou do excesso de células multiplicadas (como acontece em regenerações crônicas nas hepatites).

Trata-se de um câncer altamente agressivo, oferecendo uma expectativa de vida inferior a um mês, se detectado somente após o paciente sofrer os sintomas e sem a realização de um tratamento. Infelizmente, os tratamentos são limitados, e há grandes chances de levar o paciente ao óbito.

Tratamento do nódulo no fígado

O tratamento, quando necessário, pode incluir cirurgia de ressecção hepática, sendo que no caso de adenoma, a cirurgia é via aberta ou via laparoscópica, que é menos invasiva.

Um transplante de fígado é recomendado caso os tumores sejam irressecáveis ou quando há a presença de múltiplos adenomas.

Gostou desse artigo sobre nódulo no figado? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!

[sc name=”cancer de figado”]

About Portal Universo da Saúde

Universo da Saúde - Um portal com conteúdos de qualidade sobre saúde, doença, causas, tratamentos, remédios caseiros e cuidados. Aproveite nossos conteúdos gratuitos e tome cuidado com a sua saúde.

Check Also

diarreia: como parar,causas, tratamentos e cuidados

Diarréia

A diarreia é um problema bastante comum que se caracteriza pela evacuação de fezes pastosas …