Home / Tratamentos e Remédios Naturais / Óleo de sucupira – O que é, para que serve, benefícios e como usar

Óleo de sucupira – O que é, para que serve, benefícios e como usar

O óleo de sucupira é uma substância medicinal polêmica por não ser reconhecida como medicamento e ao mesmo tempo ser eficaz no tratamento de diversas pessoas no país.

Você provavelmente já ouviu falar dos muitos benefícios do óleo da sucupira ou para que é bom o óleo da sucupira. De repente, nos últimos anos nunca se falou tanto a respeito desse tratamento natural que parece combater desde uma dor muscular a um câncer.

Na relação do óleo de sucupira e ANVISA, ele não é certificado nem reconhecido, o que gera uma dúvida geral a respeito do que fazer e como tomar óleo de sucupira se em muitos casos ele funciona de fato para muitas pessoas.

Preparamos abaixo um conteúdo que trata de esclarece e levantar todas as hipóteses para que você conheça melhor do universo que estamos tratando e faça seu próprio julgamento a partir das informações e das suas escolhas e necessidades pessoais. Boa leitura!

O que é o óleo de sucupira?

O óleo da sucupira é um óleo extraído de uma árvore conhecida como sucupira, muito conhecida no Brasil, tendo grande incidência nos estados da região Sudeste. Desde os índios que as propriedades medicinais dessa árvore vem sendo testadas, mas foi somente recentemente que a sucupira e seus derivados se tornaram muito famosos para todos.

A partir dessa explosão, se antes o óleo de sucupira era algo difícil de encontrar, em muitos casos sendo encomendado a longas distâncias, hoje pode ser encontrado em enorme variedade de comercialização e pontos de venda pelo pais.

Como é feito?

O óleo de sucupira não tem em seu processo e refinamento um grande procedimento, super elaborado e preciso por que já se encontra teoricamente pronto na árvore da sucupira.

óleo de sucupira o que é
O óleo de sucupira pode trazer muitos benefícios para a saúde e também para a estética do nosso corpo

Isso por que o processo é basicamente retirar a substância encontrada na parte interna da semente da sucupira. É preciso abrir a casas e retirar seu óleo que já tem a textura do jeito que conhecemos no produto final que chega as nossas mãos.

Para que serve?

Você deve estar perguntando para o que é bom o óleo de sucupira. Como diremos mais à frente, o óleo de sucupira não é reconhecido pela ANVISA como um medicamento que tenha efeito real dentro do que se determina como recomendações e indicações para se reconhecer um remédio. No entanto, ainda assim é muito utilizado no Brasil.

A popularidade do óleo de sucupira se estabeleceu de forma semelhante a muitos outros medicamentos, o “boca a boca”. Então, por mais que não se reconheça seus resultados oficialmente, se ele permaneceu sendo divulgado pelas pessoas é por que alguma eficácia ele teve.

Sobre descobrir para que serve o óleo de sucupira, as indicações são muitas e por isso fazem desse medicamento uma espécie de “remédio quase universal”. Entre suas indicações estão principalmente para a inibição das dores do envelhecimento, como dores nos ossos, músculos e costas.

No entanto, de maneira quase surpreendente, se encontram em sua serventia e segundo sua popularidade o combate a dor de garganta, qualquer tipo de lesão na pele onde ele pode ser aplicado externamente, dores nas articulações, as mais diversas inflamações e feridas.

Ainda respondendo a questão para que serve o óleo de sucupira, existem algumas linhas de pensamento que defendem seu uso para doenças sexualmente transmissíveis, gastrites, diabetes, reumatismo, úlcera, entre outras. Não se prova cientificamente nenhuma dessas ações.

Benefícios

Entre os inúmeros benefícios popularmente conhecidos do óleo de sucupira, nem todos provados é importante dizer, estão suas capacidades anti-inflamatórias, analgésicas, antissépticas e antibióticas, o que lhe vende como um medicamento completo, como podemos perceber.

Essas ações quando combinadas dão a qualquer medicamento uma espécie de combo capaz de cuidar de muitas doenças, viroses e infecções, justamente por que conseguem tratar de várias coisas ao mesmo tempo nos dando a impressão de bem-estar imediato.

Entre os benefícios do óleo de sucupira está sua ação anticancerígena e capacidade de prevenção de câncer, tratamento de úlceras, gastrites e de qualquer problema do intestino como um todo.

Sendo creditado até como um bom resultado em casos de hérnias de disco. Nada foi provado cientificamente.

Como usar?

O óleo de sucupira é comercializado de duas formas. A primeira, como o próprio nome sugere, é em forma liquida na textura do óleo extraído das sementes da sucupira. E a segunda, como cápsulas feitas igualmente com o óleo da sucupira.

As cápsulas, talvez pelo seu modo de ingestão mais rápido, formato ou até mesmo por ser uma dose específica, tem se tornado mais populares entre os modos de tomar o o óleo da sucupira, no entanto eles apresentam dosagens diferentes entre si.

De modo geral, a utilização e dosagem se dá da seguinte forma. No caso do óleo de sucupira líquido, recomenda-se normalmente até cinco gotas em das vezes por dia, o que dá para ter uma ideia da potência da substância. Já no caso do óleo de sucupira em cápsulas, o que é normalmente recomendado são duas cápsulas por dia.

Obviamente que essa dosagem se trata de uma média padrão dentro de uma amostra de alguns pacientes apenas para estabelecer uma estatística e poder te dizer aproximadamente o quanto se ingere do óleo de sucupira, mas não é de forma alguma uma regra.

Na verdade, quanto a dosagem de qualquer remédio a regra é, respeite a prescrição que o seu médico te fará, confiando que ele sabe exatamente o que seu organismo precisa naquele momento.

Cuidados

Existe uma prática que envolve o o óleo de sucupira que a medida que se ouve falar e se atenta as estatísticas, é possível perceber que ela é mais comum do se imagina. Não somente no uso específico do óleo de sucupira, mas em remédios de origem natural.

Muitas pessoas a partir do momento que iniciam um tratamento natural, acreditam que pelo medicamento principal ser proveniente da natureza, ele não apresentará qualquer tipo de risco quanto a sua dosagem. Como uma fruta que se ingere, por exemplo.

Esse tipo de mentalidade é muito comum e totalmente equivocado. O óleo de sucupira deve ser ingerido na quantidade exata, seguindo a prescrição médica responsável e experiente. Qualquer automedicação ou conselho além disso pode ser perigoso.

Se algumas coisas presentes na natureza já apresentam força o suficiente para provocar alguns efeitos nocivos ao organismo, imagine uma semente tão forte quanto a sucupira. Que tipo de efeitos colaterais poderiam ser causados em decorrência da dosagem incorreta.

É importante lembrar sempre que a diferença entre o remédio e o veneno é justamente a dose.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Contraindicações

O não reconhecimento do óleo de sucupira no Brasil como um medicamento seguro que possa ser comercializado e vendido, faz que ele apresente uma série de contraindicações por si só. Na medida que se entende que as pessoas mais preocupadas com seu bem-estar não farão uso desse tipo de alternativa.

No entanto, a verdade é que pessoas estão utilizando o óleo de sucupira por todo o país e em muitos casos estão tendo bons resultados. Não a pesquisa científica capaz de arbitrar o que faz mal em um e o que faz bem em outro, mas existem informações importantes de saber.

Os produtos extraídos da sucupira são testados pela ANVISA e departamentos responsáveis, através de experiências feitas com animais, dentro das normas. A partir dessas experiências se comprovou o seu sucesso contra o câncer de próstata pelo menos e essa notícia se difundiu, sem saber que o sucesso caberia seguramente somente no caso dos animais.

É possível que muitos resultados que apresentem bons resultados nos animais, apresente também no nosso, no entanto não é uma certeza.

E se pesquisadores dizem que o óleo de sucupira como medicamento para inflamações funciona num animal e não em nós, talvez isso se torne uma reflexão.

ANVISA

A ANVISA, Agência de Vigilância Sanitária ainda não reconhece a sucupira e seu óleo como um tipo de medicamento conhecido como fitoterápico, ou seja, medicamentos oriundos de plantas medicinais com origem na própria natureza.

óleo de sucupira anvisa
A ANVISA não reconhece este medicamento, portanto é mais difícil de encontra-lo para usos medicinais

Segundo dados, as prescrições para que o medicamento seja aprovado não são cumpridas em totalidade no que se refere a ter todos seus efeitos químicos comprovados ao serem aplicados na prática.

No entanto, os estudos com produtos como o óleo de sucupira seguem sendo feitos no Brasil de modo que se compreenda melhor que tipo de coisas ele promete e que tipo de coisas pode cumprir. Essa expectativa remete muito a criação dos próprios consumidores.

A sucupira e o óleo de sucupira inevitavelmente entraram naquela categoria de alimentos que se reconhece como os grandes solucionadores de qualquer problema, em decorrência de tudo que se diz sobre ela, algumas vezes sem embasamento.

A partir disso, de todo esse mito criado em cima do medicamento, é que se trabalha cada vez mais os testes do medicamento, alguns feito com animais seguindo normas estabelecidas para esse tipo de determinação, na tentativa de tentar comprovar os efeitos de fato.

É importante que, mesmo que não haja a certificação e segurança de nada, você ouça a opinião de um médico de sua confiança antes de optar por fazer uso do óleo de sucupira por conta própria. Saúde e responsabilidade andam lado a lado.

Gostou deste conteúdo sobre óleo de sucupira? Então curta agora mesmo nossa página do Facebook: O universo da saúde no Facebook!


About Portal Universo da Saúde

Universo da Saúde - Um portal com conteúdos de qualidade sobre saúde, doença, causas, tratamentos, remédios caseiros e cuidados. Aproveite nossos conteúdos gratuitos e tome cuidado com a sua saúde.

Check Also

dor couro cabeludo

Dor no couro cabeludo: causas e tratamentos

A dor no couro cabeludo é uma sensação incômoda e parece que o couro está …