Home / Doenças / Doenças Autoimunes / Psoríase: saiba mais sobre esta doença comum que não tem cura

Psoríase: saiba mais sobre esta doença comum que não tem cura

Você sabe o que psoríase? Já ouviu falar nessa doença? Vamos descobrir mais sobre ela neste artigo, assim como suas causas e formas de tratamento para deixa-lo a par dessa doença que acomete muitas pessoas.

A verdade é que a psoríase é muito comum entre as pessoas e como todas as doenças tem muitos mitos a serem esclarecidos. Preparamos abaixo um material objetivo e claro sobre os principais detalhes dessa doença e possíveis cuidados, apesar de não ter cura tem tratamento efetivo. Lembrando sempre que em casos se suspeita, procure um médico que poderá diagnosticar de maneira responsável.

Agora veremos mais sobre a psoríase e como acabar com os sintomas incômodos gerados por ela:

O que é Psoríase?

A psoríase, apesar do nome diferente, é uma doença muito comum e popularmente conhecida. Ela se caracteriza pelas lesões, popularmente chamadas de manchas que deixa na pele e dependendo do estado e do tipo podem ser avermelhadas, de diferentes tamanhos e até mesmo escamadas.

Um fato interessante sobre a psoríase é que ela existe em todas as pessoas, mas na grande maioria delas não se manifesta, como doença autoimune que é. Não tem cura, mas apresenta tratamento e cuidados. Além disso, também existem algumas formas de prevenção.

A psoríase é uma doença teoricamente desconhecida e tem muitos detalhes que precisam ser compreendidos, abaixo você entenderá um pouco sobre o funcionamento dessa inflamação na pele.

Quais são os tipos e sintomas de psoríase?

A psoríase pode se apresentar de diferentes maneiras, mas é classificada em oito tipos diferentes. Cada tipo se discrimina por um jeito como a doença se desenvolve, seja por áreas específicas ou formas estéticas em que aparece. Os tipos se dividem em:

Psoríase Vulgar – Quando as lesões tem diferentes tamanhos, muito marcadas e avermelhadas, deixando escamas secas na pele de coloração acinzentada ou prateada. Nesse tipo, é comum as inflamações aparecerem como placas.

Psoríase Invertida – Quando as lesões são mais úmidas e dispostas nas áreas das articulações, como joelhos e cotovelos, podendo aparecer também no couro cabeludo.

Psoríase Gutata – Quando se assemelha a pequenas gotas em grandes quantidades e áreas do corpo, como tronco, membros e couro cabeludo.

Psoríase Eritrodérmica – Quando a inflamação está generalizada e cobrindo aproximadamente 75% do corpo ou mais. Em alguns casos apresenta sintomas de inchaço, coceira e até mesmo dor.

Psoríase Ungueal – É um tipo muito comum e acontece na grande maioria dos pacientes, atinge diretamente as unhas das mãos e dos pés, principalmente mãos.

Psoríase Artropática – Como o próprio nome sugere, está muito ligada as articulações. Podendo afetar qualquer articulação principalmente as menores, tendo incidência maior nas mãos e nos pés.

▷ Conheça as 8 doenças degenerativas mais comuns no Brasil.

Psoríase Postulosa – São as lesões que apresentam pus, o que deixa a o subcutâneo macio e avermelhado. Pode aparecer tanto nos pés e nas mãos quanto espalhadas pelo corpo.

Psoríase Palmo-Plantar – Quando existem fissuras nas palmas das mãos e nas solas dos pés.

Causas: Por que aparece a Psoríase?

As causas da psoríase não são totalmente conhecidas e existem grandes pesquisas e estudos ao redor desse tema, tentando clarear os horizontes de quem quer entender a doença. No entanto, algumas coisas podem ser esclarecidas, como  o mito sobre a psoríase, pois muitas pessoas acreditam que existe um certo contágio envolvendo-a. É importante dizer que a psoríase não é uma doença contagiosa e não será transmitida por qualquer tipo de contato.

Uma das supostas causas, amplamente debatida, seriam as causas conhecidas como o fator genético, podendo em alguns casos ser hereditária, passada de pai pra filho, pelos genes conhecidos como PSORS. Esses genes são numerados de um a nove e cada um apresenta uma taxa característica e um modo como a doença se apresenta.

Outros fatores relativos ao sistema nervoso e emocional do paciente também são citados quando se busca entender as possíveis causas da doença. mas se sabe que podem ser agentes desenvolvedores e evolutivos no aparecimento da psoríase. Fatores como intenso estresse, alterações drásticas de humor e até quadros de depressão estão diretamente relacionados ao aparecimento das lesões.

Além de outras causas apontadas está também a suspeita sobre os fatores climáticos, no caso o ambiente frio. Pouco se sabe sobre a relação da doença com o clima, a vitamina d dos raios solares por exemplo, nos horários adequados, é um ótimo agente a favor de uma melhora. Em contradição, ambientes frios e secos podem acelerar a doença, falaremos mais sobre este e outros fatores de risco abaixo.

Fatores de risco

Paralelo as causas, que ainda são pouco conhecidas, os fatores de risco são os possíveis potencializadores da doença, já cientificamente comprovados por ajudarem no seu surgimento ou evolução.

Bebidas alcoólicas psoriase
Bebidas alcoólicas podem causar a psoríase

Álcool – Não se sabe exatamente o porquê do álcool ser um dos mais conhecidos fatores de risco da doença, mas muito se fala sobre fungos que o álcool pode causar, e esses sim seriam incentivadores dos sintomas.

Cor da Pele – Pessoas com a pele mais clara são mais suscetíveis a doença.

Frio – Como dito anteriormente, os climas frios demais podem acelerar à inflamação devido a retirada da umidade da pele.

Peso – Pacientes com obesidade tem grande propensão às inflamações por causa das dobras formadas pela gordura na pele.



Medicamentos – Alguns medicamentos tem ativos com propriedades que podem ajudar a desenvolver a doença. É recomendado sempre conversar sobre isso com um médico.

Tabagismo – Estudos apontam o tabaco como um grande potencializador de uma possível doença, duplicando as chances dela aparecer.

Diagnóstico de Psoríase

A psoríase é uma doença que pode ser facilmente confundida por apresentar sintomas que são muito parecidos com sintomas de outras doenças. Por isso é sempre aconselhável buscar mais de uma opinião médica para se ter certeza do diagnóstico.

Para diagnosticar a doença os dermatologistas descamam a pele do paciente com um instrumento próprio pra isso e a partir das características encontradas abaixo da pele poderá dizer se há ou não a inflamação.

Prevenção

Não se pode prevenir totalmente o surgimento das lesões, mas alguns cuidados podem ser tomados para evitar o surgimento ao máximo.

  • Não abusar de álcool e cigarro, se possível não consumir.
  • Pegar sol no horário recomendado pelos dermatologistas, a vitamina D é um aliado nesse caso.
  • Evitar alimentos enlatados, embutidos e conservantes.
  • Não tomar banho de água quente, ela ajuda no desenvolvimento da inflamação.
  • Controlar a alimentação e evitar ganhar peso demais.
  • Tentar levar uma vida mais leve, sem grandes estresses e preocupações.
  • Se proteger de ambientes de clima muito frio e seco.

Em qual especialista devo ir em casos de psoríase?

A área da medicina especializada pra diagnosticar esse tipo de doença é a dermatologia. Portanto, caso você desconfie dos sintomas procure imediatamente um dermatologista que é o médico capaz e mais indicado para apresentar os resultados sobre os sintomas, que muitas vezes como já dito também podem ser confundidos.

Medicamentos e tratamento da psoríase

Os medicamentos indicados para tratar a inflamação apresentarão capacidades anti-inflamatórias para equilibrar a funcionamento do sistema imunológico. Podem ser cremes e pomadas com essas características e até remédios mesmo em pílulas. Algumas clínicas oferecem tratamentos com luz ultravioleta. É importante sempre ouvir o que seu médico tem a dizer, pois cada tipo de psoríase irá pedir um tipo de tratamento necessário.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Remédios caseiros para psoríase

Existem muitas alternativas naturais recomendáveis na prevenção a doença, além do sol e da vitamina d, existem alimentos com capacidades anti-inflamatórias e oxidantes como: Alho, cebola, cúrcuma, abacate, linhaça, chia, azeite, limão. Além dos peixes de ômega três como salmão, atum e sardinha. Preparamos aqui três receitas de tratamentos naturais fáceis e acessíveis.

Suco de Agrião

O Agrião tem capacidades anti-inflamatórias muito importantes para o tratamento da doença. Podendo ser consumido de maneira simples como um suco e até mesmo uma salada, seus constituintes atuarão para uma melhora.

Você vai precisar de:
– 2 (duas) colheres de sopa de folhas de Agrião;
– 1 (um) copo de água.

Como Fazer:
A receita é super simples, basta colocar as folhas picadinhas no liquidificador junto com o copo de água e batê-los. Coe antes de servir e beba assim que pronto.

Creme de Abacate

O abacate também é muito indicado como tratamento natural para psoríase devido as suas características benéficas a pele, como hidratação para ressecamentos e cicatrização. Essas propriedades são geralmente muito aplicadas a alguns graus da doença que ressecam a pele e até como cura de inflamações semelhantes.

Creme de abacate psoríase
Creme de abacate como remédio caseiro para psoríase

Você vai precisar de:
– 1/2 (meio) abacate de tamanho médio;
– 1 (uma) colher de sopa de creme de camomila;
– Água.

Como Fazer:
Após tirar a casca e o caroço do abacate, amasse-o deixando formar uma pasta que deverá ser misturada com o creme de camomila. Essa mistura deverá ser passada devagar acima das regiões inflamadas e deve agir por aproximadamente dez minutos. Para limpar utilize água, de preferência gelada ou morna, esqueça qualquer contato com a água quente.

Suco de Inhame

O inhame também é um alimento conhecido por suas inúmeras qualidades medicinais, essas qualidades também se aplicam no tratamento da psoríase já que ele apresenta o combate aos radicais livres e as necessárias capacidades anti-inflamatórias.

Você vai precisar de:
– 1 (um) inhame de tamanho pequeno;
– 1 (um) limão de tamanho médio;
– 1 (uma) maçã de tamanho médio;
– 1 (um) litro de água;
– Mel.

Como Fazer:
Apesar dos cinco ingredientes esse também não é um suco difícil de fazer. Basta espremer todo o suco do limão dentro do liquidificador e em seguida jogar pequenos pedaços de maçã e inhame picados. Bata todos os ingredientes e tome. O suco pode ser adoçado com mel e servido com gelo e tem um sabor incrível.

Caso este artigo sobre psoríase tenha lhe ajudado, deixe um comentário e curta O universo da saúde no facebook!


Veja!

hipotireoidismo

Hipotireoidismo: causas, sintomas e tratamentos para o distúrbio da tireoide

Hipotireoidismo é uma das doenças mais comuns e que atinge as glândulas da tireoide, fazendo …