Home / Cirurgias / Reversão de laqueadura – Como é feita e riscos.

Reversão de laqueadura – Como é feita e riscos.

Há vários anos mulheres que não desejam ter mais filhos optam pela cirurgia de laqueadura, nesse procedimento é feita a esterilização da mulher através do bloqueio das trompas, essa ação pode ser realizada com clipes, pontos cirúrgicos, anéis ou eletrocoagulação. Finalizada a técnica o óvulo e o espermatozoide não se encontraram.

O método pode ser feito no parto normal ou cesário em hospitais particulares ou através do Sistema Único de Saúde (SUS), geralmente no segundo caso é bastante relatado a dificuldade em conseguir a cirurgia, pois existe um grande e difícil processo para realizá-la.

Caso a mulher sinta o desejo de engravidar após o procedimento, pode ser feito a técnica de reversão de laqueadura.

A reversão de laqueadura é uma cirurgia relativamente delicada, visto que as tubas uterinas são milimétricas.

Os maiores resultados ocorrem em mulheres mais jovens.

Este artigo explicará o que é reversão de laqueadura, quando e como é feita, indicações, contraindicações, pré-operatório, pós-operatório e riscos.

Saiba mais sobre a reversão de laqueadura e esclareça suas dúvidas com relação ao assunto.

O que é

O desejo pela reversão geralmente acontece em mulheres que estão em um novo relacionamento, quando ocorre a morte de algum filho ou na melhoria das condições financeiras.

o que é reversão de laqueadura
A reversão de laqueadura é muito importante e indicada para aquelas mulheres que realizaram a laqueadura mas acabam tendo a vontade de gerar um bebê

A reversão de laqueadura é uma técnica cirúrgica que consiste em reverter à laqueadura. Normalmente esse procedimento ocorre através da laparoscopia ou por meio da vagina.

O processo será bem sucedido dependendo da técnica usada durante a laqueadura. Nos casos em que parte da tuba uterina é retirada, a possibilidade de se ter sucesso é menor.

Se a cirurgia de reversão de laqueadura não for possível, a gestação pode ser obtida mediante Fertilização In Vitro (FIV), nela o óvulo e o espermatozoide se encontrarão por meio de um processo laboratorial, dessa maneira será substituído à função das tubas uterinas.

O médico escolherá entre a reversão de laqueadura ou fertilização in vitro após verificar algumas condições, como, por exemplo, a idade da mulher, a região da tuba em que foi feita a laqueadura, entre outros.

A reversão é vista como um método complexo e seus índices de sucesso podem variar dependendo da situação de cada paciente, mas estima-se que as chances são de 80% em mulheres com menos de 35 anos.

Quando e como é feita

A cirurgia de reversão de laqueadura será feita quando um especialista em reprodução consultar e analisar as condições e especificações da paciente.

Esse procedimento é uma opção possível e real para muitas mulheres que novamente sentem o desejo de engravidar.

A reversão somente acontecerá se a porção fina da tuba não foi removida na laqueadura ou caso ela não esteja muito doente e dilatada. Para a cirurgia ser bem sucedida é necessário que a tuba que realiza a captação do óvulo, esteja em boas condições.

Para a realização do procedimento pode ser aplicada a paciente a anestesia geral, raquidiana ou peridural.

A cirurgia é realizada através de pequenos cortes para pode inserir os instrumentos e a micro câmera. Os canais serão ligados novamente mediante a microsutura, pois o tamanho da tuba é de apenas 3 a 5 milímetros de diâmetro.

Durante a técnica de reversão de laqueadura é retirada a cicatriz das tubas uterinas que antes foi feita pela laqueadura, dessa maneira é realizada a união dos dois lados, isso permitirá que no local haja uma boa irrigação sanguínea.

Antes de ser feita a sutura que irá juntar os dois lados, será injetada uma solução de soro com cor azul por meio do útero para verificar se a tuba uterina está aberta. Se o teste for positivo, são realizados entre dois a quatro pontos com fio bastante fino e delicado, para conciliar as bordas das tubas.

O mesmo procedimento ocorrerá do outro lado, quando finalizado será feito outro teste para verificar a permeabilidade das tubas uterinas.

Mesmo sendo considerada uma técnica cirúrgica pouco invasiva, a reversão é classificada como de alta complexidade, devido ser necessário dar micro pontos nos canais.

A reversão de laqueadura ocorre entre 2 a 4 horas.

A probabilidade da mulher conseguir engravida novamente, irá dependerá bastante da idade, qualidade do sêmen do seu parceiro, reserva ovariana e do método usado para realizar e reverter a laqueadura.

Indicação

É recomendado para a mulher que deseja reverter o processo de laqueadura verificar primeiramente se ela possui as condições necessárias para obter sucesso na cirurgia, as dúvidas podem ser tiradas com um médico especialista da área.

Indicações para realizar a reversão de laqueadura:

  • É ideal que a mulher possua menor que 35 anos de idade;
  • Tenha boa condição da tuba uterina;
  • A porção fina da tuba não pode ter sido removida durante a laqueadura.

Contraindicações

Como qualquer outra cirurgia a reversão de laqueadura também apresentam algumas contraindicações, são elas:

  • Mulheres que antes realizaram muitos partos cesarianos podem correr o risco de rotura uterina, possuindo uma contraindicação relativa;
  • Será necessário analisar o casal e verificar se não existem outros problemas de fertilidade, como, por exemplo, a baixa contagem de espermatozoides do parceiro. Caso haja essa condição não será recomendada a reversão, mas pode ser indicada uma fertilização in vitro;
  • Caso a mulher possua doença grave que arisque a gravidez.

Pré-operatório

Antes de ser recomendada a reversão de laqueadura, o médico avaliará a condição da paciente e examinará também o esposo, verificando se ele não possui infertilidade.

Após a consulta serão solicitados alguns exames pré-operatórios comuns, como, por exemplo, o hemograma completo.

A internação poderá acontecer no mesmo dia do procedimento, já que não é necessário um grande preparo.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Pós-operatório

Finalizada a reversão de laqueadura o tempo médio em que a paciente ficará internada será de 24h, esse período pode variar dependendo da recuperação da mesma.

Normalmente a recuperação é rápida e a dor pós-operatória é mínima.

Quando necessário no pós-operatório podem ser prescritos alguns medicamentos analgésicos para controle da dor. Geralmente não será necessária a utilização de antibióticos em casa, salvo situações em que seja verificada alguma infecção pélvica no procedimento cirúrgico.

A recuperação após a reversão de laqueadura costuma ser de sete dias para retomar as atividades cotidianas. No entanto, várias mulheres retornam a rotina antes dos sete dias, já que se sentem bem para isso.

Depois de 30 dias da operação, orienta-se fazer uma nova avaliação para verificar a permeabilidade das tubas uterinas, logo após esse período o casal poderá tentar engravidar.

A abstinência sexual de ser feita durante os 30 primeiros dias depois da cirurgia, isso para que a tuba uterina possa cicatrizar da melhor forma possível, assim também será diminuído o risco de uma infecção genital.

A paciente deve ter atenção e cuidado com a cicatriz, os exercícios físicos devem ser evitados nas primeiras semanas.

Riscos

A reversão de laqueadura pode apresentar maiores riscos de gestação ectópica.

Não tem como garantir que mesmo com a união das tubas uterinas na cirurgia, a paciente terá o funcionamento normal das mesmas. Pode acontecer do embrião não ser levado até o útero e de repente ser fixado em regiões anômalas, como, por exemplo, na tuba uterina.

reversão de laqueadura resultado
Caso a reversão de laqueadura tenha sucesso, a paciente pode engravidar normalmente e ter filhos, mas os resultados começam a aparecer a partir de, pelo menos 3 meses após a cirurgia

A probabilidade da mulher que realizou a reversão de laqueadura ter gestação ectópica gira em torno de 8 a 20%, isso dependerá de determinados fatores, como, por exemplo, o comprimento final da tuba uterina e a porção da tuba uterina onde foi feito o procedimento.

Outros riscos que a reversão de laqueadura pode causar são:

  • Sangramento;
  • Infecção;
  • Pode ocorrer do médico cirurgião optar pode não realizar a reversão da laqueadura, pois a avaliação real da situação das tubas somente acontecerá no momento da cirurgia.

 

Gostou deste artigo sobre reversão de laqueadura? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!


Veja!

cirurgia plástica

Cirurgia plástica – Veja as cirurgias mais realizadas atualmente

Muitas são as pessoas que querem fazer algum tipo de cirurgia plástica em alguma parte …