Soro fisiológico – Como usar e benefícios.

O soro fisiológico é uma solução salina esterilizada e isotônica aos fluidos corporais, propriedade que facilita a sua absorção. Cada 100mL de soro fisiológico contém 0,9 gramas de sal (0,354 gramas de Na+ e 0,546 gramas de Cl-, com pH = 6,0).

O soro fisiológico pode ser comprado nas farmácias convencionais sem receita médica e a preços módicos, sob a forma de frascos de plástico com diferentes quantidades de produto.

 Para que serve o soro fisiológico

O soro fisiológico serve para reidratação do organismo por via intravenosa, para casos de sérias desidratações causadas por vômitos, diarreias, hemorragias ou mesmo viroses.

para que serve soro fisiológico
Veja para que serve o soro fisiológico e como ele deve ser utilizado

Há utilidade para o soro fisiológico para diversas formas de assepsias externas, como no caso de feridas na pele, irritações nos olhos ou congestões nasais.

Para lavar o nariz, é aconselhável utilizar uma seringa e aspirar por uma narina de cada vez, e em seguida cuspir pela boca. Em bebês de colo recomenda-se o uso com conta-gotas tanto para combater as congestões nasais como para prevenir que ocorram.

Nos casos de asma ou insuficiência respiratória, o soro fisiológico serve como nebulizador em inalações aplicação de máscara de aerosol.

Se seu cachorro estiver doente, bebendo pouca água ou com febre, há veterinários que aconselham oferecer para o animal beber, devido a sua alta e rápida capacidade de hidratação.

Você pode colocar o soro fisiológico na tigela no seu cão, no lugar da água. Se ele estiver muito resistente a beber, você pode recorrer ao uso de uma seringa e “injetar” o soro direto na boca do animal.

(H3) Usos cosméticos do soro fisiológico

O cabelo e a pele também podem receber cuidados ao serem lavados com soro fisiológico porque esta solução tem ação hidratante.

No caso do rosto, basta lavar com o soro após passar o sabonete ou com o rosto já todo limpo, passar o algodão umedecido. Repita o procedimento duas vezes ao dia e não mais do que isso, para evitar produção de oleosidade em excesso.

É melhor usar o soro fisiológico gelado no rosto porque em temperaturas mais baixas ele contrai os pequenos vasos da pele, dando um aspecto mais jovem e saudável à pele do rosto.

É muito útil fazer esse procedimento no rosto com o soro fisiológico logo antes de se maquiar. Como o soro contrai os vasos da pele e ajuda a prolongar o efeito da maquiagem. Outra maneira de usar o soro fisiológico no rosto é acrescentando à máscara de argila.

Já nos cabelos, o soro fisiológico é uma ótima escolha para hidratar e fechar as cutículas dos fios.  O ph do soro fisiológico é muito parecido com o dos fios de cabelos, o que o torna mais fácil de ser absorvido pela pele do que a água.

Para hidratar o cabelo com soro fisiológico, basta utilizá-lo no ultimo enxague, ao invés da água comum do chuveiro.

Outro benefício do soro fisiológico para pele e cabelos é que, diferente da água, ele não contém cloro.

Indicações do soro fisiológico

O soro fisiológico tem diversas indicações. A princípio, é a solução fundamental utilizada em clínicas e hospitais para tratamento de reidratação intravenosa por causas diversas.

A higienização nasal com o soro fisiológico também é bastante recomendada. Nesse caso, o soro ajuda não só na limpeza e hidratação das vias aéreas, mas também auxilia na prevenção de resfriados, gripes e nos sintomas alérgicos.

O soro fisiológico é também recomendado como auxiliar no tratamento das seguintes condições:

  • Assepsia de ferimentos;
  • Limpeza de lentes de contato;
  • Nebulização para asma;
  • Irrigação e lavagem de tecidos como olhos, bexiga ou queimaduras;
  • Hidratação dos cabelos e da pele do rosto.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Contraindicações do soro fisiológico

O soro fisiológico usado de forma intravenosa é contraindicado a pacientes que manifestam hipersensibilidade ao cloreto de sódio ou qualquer outro componente da solução.

Além disso, o soro fisiológico também não deve ser administrado por intravenosa em pacientes com hipernatremia (pois possuem taxas elevadas de Na), insuficiência cardíaca descompensada, insuficiência renal ou inchaço generalizado.

Também devem evitar o soro fisiológico pacientes hipertensos, mulheres com pré-eclâmpsia e pacientes com obstrução do trato urinário.

A propósito, mulheres grávidas não devem fazer uso do soro fisiológico sem a devida orientação médica.

contraindicações soro fisiológico
As contraindicações do soro fisiológico são importantes e você deve conhece-las antes de usa-lo

É necessário, ainda, maiores cuidados na administração em pacientes que estão em tratamento com corticosteróides, corticotropina ou com medicamentos que possam vir a causar retenção de sódio no organismo.

 Como usar o soro fisiológico

O modo de uso varia de acordo com o problema a tratar e a forma de uso. Quando em procedimento mais elaborados, como uma aplicação intravenosa, deve sempre ser orientado e de preferência realizado por um médico ou enfermeiro.

Via de regra, o soro fisiológico deve ser usado frio e deve ser mantido em ambiente refrigerado após aberto. No entanto, pode ser usado em temperatura ambiente quando for utilizado para lavagem das vias nasais.

 

Efeitos colaterais do soro fisiológico

Entre os principais efeitos colaterais que o soro fisiológico pode causar, temos:

  • Irritação na área da pele onde foi feito o acesso intravenoso;
  • Acidose metabólica (excesso de acidez no sangue)
  • Sonolência
  • Fraqueza
  • Irritabilidade
  • Confusão mental
  • Sede em excesso
  • Vertigens
  • Aumento da pressão arterial
  • Dores de cabeça
  • Hipernatremia
  • Rigidez muscular
  • Inchaço no corpo

Você também pode gostar destes conteúdos:

Cuidados com o soro fisiológico

Algumas formulações de soro fisiológico contêm fármacos. Esse tipo de soro fisiológico não pode ser utilizado os olhos, pois há risco de reações alérgicas ou outros efeitos indesejáveis.

A administração intravenosa excessiva de solução salina (0,9% NaCl), pode causar efeitos colaterais indesejáveis. Um litro de soro fisiológico contém 9 g de sal, que corresponde ao dobro da necessidade diária média do organismo.

Se um paciente, após receber soro fisiológico via intravenosa, queixar-se de muita sede e solicitar água constantemente, quer dizer que ele está com excesso de Na+, ou seja, recebeu soro fisiológico demais.

Este excesso de soro fisiológico no organismo pode causar problemas graves, tais como edema pulmonar (também conhecido como “água no pulmão”) e complicações cardíacas.

Existem ainda alguns cuidados básicos que se deve ter com o soro fisiológico. Um deles é atentar para o prazo de validade ao compar.

Outro cuidado importante é o tempo de conservação depois de aberta a embalagem, porque após aberto, o soro fisiológico dever ser mantido na geladeira e consumido em até três dias.

Caso este artigo sobre soro fisiológico tenha lhe ajudado, deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!


5 (100%) 61 votes