tirosina

TIROSINA – o que é, como tomar, benefícios e seus efeitos no organismo

Os aminoácidos atuam nas células do corpo humano e são importantes para o bom funcionamento do organismo, elas participam da produção de várias proteínas e enzimas. Uma alimentação desequilibrada poderá resultar na baixa dessas substâncias, isso afetará várias funções do corpo, gerando estresse, desequilíbrio químico e infecções.

Dentre os benefícios desses elementos, eles contribuem com a manutenção dos músculos, da pele, cabelos, unhas, tendões, entre outros. Além desses, são capazes de produzir hormônios, como, por exemplo, insulina e neurotransmissores.

Dentre os aminoácidos que operam no cérebro, existe um chamado de tirosina, ela é a substância que mais interfere nas suas funções e ganho intelectual.

Algumas pesquisas afirmam que a tirosina pode auxiliar na concentração, até mesmo se o indivíduo estiver em situações extremas, isso fará com que o corpo continue alerta e atento.

A tirosina é classificada como um aminoácido do tipo não essencial, isso quer dizer que o corpo é capaz de produzi-lo, não sendo indispensável a sua obtenção através de alimentos que o contenham.

Este artigo explicará o que é a tirosina, seus efeitos no organismo, onde encontrar, quais os benefícios, como tomar e efeitos colaterais.

Saiba mais sobre a tirosina e esclareça suas dúvidas com relação ao assunto.

O que é

A tirosina é um aminoácido do tipo não essencial, faz parte dos componentes das proteínas, ela pode ser sintetizada metabolicamente através da fenilalanina.

Essa substância atua nas sínteses hormonais da tireóide, além dos pigmentos biológicos da melanina e catecolaminas.

Alimentos como a soja, abacate e leite possuem em sua composição a tirosina, ela é relevante na produção da melanina, substância responsável por gerar a cor da pele, cabelos e olhos.

Portanto, é essencial que a tirosina se modifique mediante a enzima tirosinase, caso essa enzima venha a apresentar problemas em seu funcionamento, o indivíduo passará a ter albinismo.

A ingestão desse aminoácido durante os exercícios físicos pode trazer melhorias nos resultados, isso porque ele trabalha na motivação e energia, o que deixará a pessoa mais disposta em atingir suas metas.

exercícios físicos tirosina
A tirosina, se aliada a qualquer tipo de exercício físico ou musculações, pode potencializar os resultados

Normalmente, essa substância será produzida pelo organismo, devido a isso ela é considerada como não essencial, porém alguns fatores podem resultar na sua baixa, essa redução promoverá alguns efeitos colaterais para o corpo. Esses resultados negativos serão explicados ainda neste artigo.

Efeitos no organismo

A tirosina é um elemento que auxilia na produção de determinados hormônios e neurotransmissores. Além disso, a utilização dessa substância é capaz de gerar efeitos positivos em pessoas depressivas ou com desequilíbrio emocional, portanto, ela irá atuar como uma espécie de antidepressivo.

Outros resultados benéficos desse composto são a sua contribuição na regeneração das células sanguíneas, defesas do organismo e combate aos distúrbios do sono.

Caso esse aminoácido se encontre escasso no organismo, poderá apresentar consequências graves, por exemplo, em situações onde um indivíduo não consiga transformar fenilalanina em tirosina, ele irá desenvolver sequelas físicas e mentais.

A contribuição da tirosina é bastante eficaz como estimulador da supressão de apetite. Se essa substância for obtida corretamente, poderá auxiliar na redução do peso em excesso.

Algumas pesquisas e estudos apontam que a tirosina pode apresentar ótimos efeitos em pessoas que estão expostas a quadros de intenso estresse físico e mental, onde a suplementação com essa substância é capaz de melhora o desempenho e diminuir o desgaste do corpo e da mente.

Onde encontrar

A tirosina pode ser encontrada em alimentos, suplementos e medicações. No caso das duas últimas opções o consumo deve ser feito apenas depois de uma consulta e indicação médica.

Essa substância pode ser achada em alimentos como:

  • Frango;
  • Amendoim;
  • Peru;
  • Gergelim;
  • Semente de chia;
  • Castanha do para;
  • Semente de girassol;
  • Semente de abóbora;
  • Semente de linhaça;
  • Nozes;
  • Ervilhas;
  • Amêndoas;
  • Iogurte;
  • Creme de leite;
  • Leite;
  • Ovos;
  • Manteiga;
  • Feijão;
  • Quinoa;
  • Aveia;
  • Arroz integral;
  • Queijo – o tipo que apresenta maior concentração de tirosina é o parmesão, seguido de outras variedades, como, por exemplo, o suíço, mussarela magro, queijo azul, de cabra e cottage;
  • Produtos derivados da soja – tofu, leite de soja, óleo de soja, farinha de soja, missô, molho shoyu, entre outros;
  • Algumas carnes – filé mignon, bacon, costeletas e ombro de porco, bife grelhado e lombo;
  • Peixes e frutos do mar – caranguejo, camarão, salmão, bacalhau e outros.

Alguns suplementos que contém tirosina:

  • Thorne Research – L-tirosina;
  • Nova Nutritions L-tirosina;
  • Encapsulations puros – L-tirosina;
  • Suplemento Solaray L-Tyrosine Forma Livre;
  • Bluebonnet L-tirosina;
  • Nutricost pura N-acetil-L-tirosina.

Você também pode gostar destes conteúdos:

Medicação que possui em sua composição tirosina:

  • Aminoplasmal L 10 A.

Benefícios

O aminoácido tirosina promove diversos benefícios à saúde e bem estar do corpo humano, eles são:

  • Alívio do estresse;
  • Estimula a queima de gordura;
  • Melhora o humor;
  • Ajuda na memória;
  • Melhora o desempenha físico e mental;
  • Ela possui efeito próximo ao café, sendo capaz de deixar o indivíduo disposto e acordado, auxiliando no raciocínio e também no foco;
  • Ajuda na regeneração celular;
  • Promove melhorias nas defesas do organismo;
  • Diminui a ansiedade;
  • Controla os distúrbios do sono;
  • Dá mais energia, o que é excelente para atividades físicas;
  • É necessária para a produção de determinados hormônios e neurotransmissores;
  • Funciona como antidepressivo;
  • Trata dependência de algumas drogas e vícios;
  • Diminui a fadiga;
  • Controla a pressão arterial;
  • Auxilia na cura de algumas doenças, como a fenilcetonúria;
  • Usada em tratamentos para o cuidado de pele;
  • Atua na produção da melanina.

Todos esses benefícios são as consequências positivas da tirosina no organismo.

Como tomar

Caso o indivíduo decida tomar algum suplemento de tirosina, será necessário antes consultar o profissional médico para que seja realizada uma avaliação, somente a partir dela será recomendada a quantidade necessária a ser consumida, isso porque a dose pode variar entre cada pessoa. Normalmente a quantidade recomendada por dia é de 25mg por kg.

Efeitos colaterais

Consequências negativas nos casos de carência da tirosina:

  • Pacientes que possuem fenilcetonúria (incapacidade de converter fenilalanina em tirosina) podem apresentar graves problemas físicos e mentais;
  • Quando a tirosina é encontrada em níveis muito baixos no organismo, ela deixa de ser um aminoácido não essencial e torna-se do tipo essencial, isso acontece porque a falta de aminoácidos precursores reduz a eficácia do organismo criar os aminoácidos não essenciais, o que limitará a velocidade da síntese de proteínas;
  • Altos níveis de stress podem causar uma diminuição de tirosina, o que resultará em consequências sérias para o corpo;
  • A carência dessa substância está relacionada à tireóide hipoativa, temperatura corporal baixa e pressão arterial;
  • A falta de tirosina pode causar no indivíduo ressecamento da pele, depressão, queda de cabelo, voz rouca, enfraquecimento das unhas e prisão de ventre.

Consequências negativas nos casos de excesso da tirosina:

  • Em altas doses a tirosina é capaz de causar aumentos perigosos na pressão sanguínea;
  • Outras reações negativas do consumo em excesso da tirosina são: cansaço, produção em excesso de tiroxina, ânsia de vômito, cefaleia, azia e dores nas articulações.
pressão sanguínea tirosina
A pressão sanguínea pode ser alterada ´por altas dosagens de tirosina

Gostou deste artigo sobre tirosina? Então deixe um comentário e curta O universo da saúde no Facebook!